Podcasts de história

Paestum Timeline

Paestum Timeline


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

  • c. 740 aC - c. 433 AC

    As pólis gregas ou cidades-estado estabelecem colônias na Magna Grécia.

  • c. 600 AC

    Paestum é fundada por colonos de Sybaris.

  • c. 550 a.C.

    O Templo de Hera I é construído em Paestum.

  • c. 510 AC

    O Templo de Atena foi construído em Paestum.

  • c. 480 AC

    Os afrescos da tumba de Paestum são pintados.

  • c. 460 AC

    O templo de Hera II é construído em Paestum.

  • c. 410 AC

    Paestum é atacado e conquistado pelos Lucanianos.

  • 273 AC

    Roma estabelece uma colônia em Paestum.

  • c. 71 dC

    Roma estabelece uma segunda colônia em Paestum.


Linha do tempo Paestum - História

Mapa do Império Romano - Gades

Gades Antigos A cidade portuária da ilha era originalmente chamada de Cádis, o general romano Scipio Africanus conquistou a ilha e o nome de Cádis foi alterado para Gades. Foi provado ser uma cidade rica segundo o censo de Augusto.

Gades (Gadir semítico, uma cerca viva, stockade & # 964 & # 8048 & # 915 & # 940 & # 948 & # 949 & # 953 & # 961 & # 945). A moderna Cádiz, uma cidade muito antiga da Hispania Baetica, fundada pelos fenícios, e uma das principais sedes de seu comércio no oeste da Europa, situada em uma pequena ilha de mesmo nome (Isla de Leon), separada de o continente por um canal estreito. Heródoto diz (iv. 8) que a ilha de Erythia ficava perto da Gadeira de onde muitos escritores posteriores supunham que a ilha de Gades era a mesma que a ilha mítica de Erythia, de onde Hércules levou os bois de Geryon. Seus habitantes receberam a franquia romana de Júlio César, e Estrabão menciona como prova notável de sua riqueza e importância que, no censo feito sob Augusto, Gades era a residência de cerca de 500 equites um número maior do que em qualquer cidade da Itália, exceto Patavium (Pádua). Gades foi aliado de Roma na Segunda Guerra Púnica (Tito Lívio, xxxii. 2). A cidade era rica, luxuosa e imoral. Suas dançarinas com suas danças lascivas são freqüentemente mencionadas na literatura romana. Veja Saltatio. - Dicionário Harpistas de Antiguidades Clássicas. Nova york. Harper and Brothers.


Origem da palavra limão


Limões de nossas viagens a Cetara

A fruta foi cultivada para fornecer vitamina C em longas viagens marítimas para prevenir o escorbuto. No entanto, o Palavras árabes preso e 'Limuczello' e 'jardeno'entrou no idioma.

Minori era o porto principal e os limões locais eram comercializados em toda a Itália e além. Botânico G.B. Ferrari foi o primeiro a registrar as qualidades dos limões locais em 1646.

Ele escreveu: 'o mamilo é proeminente, a casca é áspera, agradavelmente perfumada com um sabor adocicado, a polpa possui 8 ou 9 segmentos, o sabor agradavelmente azedo'.

No século 19, o limão assumiu uma grande importância social e econômica e o enorme trabalho de transformar a paisagem rural anteriormente improdutiva ao longo de um trecho de terra de Positano a Vietri sul Mare foi concluído e incluiu cidades como Atrani, Cetara, Conca dei Marini, Furore, Maiori, Minori, Ravello, Scala, Positano, Praiano e Tramonti.


86º Grupo de Caças

O 86º Grupo de Caças foi usado principalmente como uma unidade de apoio próximo e participou das invasões da Sicília, da Itália continental e do sul da França, antes de encerrar a guerra que operava sobre a Alemanha.

O grupo foi constituído como o 86º Grupo de Bombardeio (Luz) em 13 de janeiro de 1942 e ativado em 10 de fevereiro de 1942.

O grupo foi redesignado como 86º Grupo de Bombardeio (Mergulho) em setembro de 1942.

Em março-maio ​​de 1943, o grupo mudou-se para o Norte da África, no final da campanha da Tunísia. No entanto, permaneceu em treinamento no Norte da África até julho, e não entrou em combate com a Décima Segunda Força Aérea até então.

O grupo operou uma mistura de Mustangs A-36, P-40 Warhawks e P-47 Thunderbolts durante seu tempo de combate e foi usado principalmente como uma unidade de apoio próximo, embora também voasse algumas missões de interdição e patrulhas de longo alcance.

O grupo entrou em combate pouco antes da invasão da Sicília e participou dos estágios finais do bombardeio pré-invasão antes de apoiar a própria invasão em julho de 1943.

O grupo foi redesignado como 86º Grupo de Caça-Bombardeiro em agosto de 1943

Em setembro de 1943, o grupo apoiou os desembarques em Salerno. O grupo foi capaz de se mudar para Paestum, no continente, em 21 de setembro, o que aumentou sua eficácia. Em seguida, apoiou o ataque à Linha Volturno e o avanço em direção à Linha Gustav.

Em janeiro-junho de 1944, o grupo apoiou os repetidos ataques à Linha Gustav e o avanço sobre Roma, bem como os combates em Anzio. O grupo foi premiado com uma Menção de Unidade Distinta por um ataque às forças alemãs fortemente defendidas em 25 de maio de 1944 durante o avanço final sobre Roma.

O grupo foi redesignado como 86º Grupo de Caças em maio de 1944.

Em agosto de 1944, o grupo apoiou a Operação Dragão, a invasão do sul da França, a partir de bases na Córsega que lhe permitiam atingir alvos na Itália e na França. No final de agosto, os Aliados haviam avançado tanto para o norte que estavam fora do alcance do 86º, e a atenção do grupo voltou para a Itália.

De setembro de 1944 a fevereiro de 1945, a principal tarefa do grupo era atacar as comunicações alemãs no norte da Itália, apoiando os ataques à Linha Gótica.

Em fevereiro de 1945, o grupo mudou-se para Tantonville, no nordeste da França, depois que o ataque de inverno à Linha Gótica foi abandonado. Isso foi originalmente visto como o início de uma mudança de toda a Décima Segunda Força Aérea da Itália para a França; essa mudança maior nunca aconteceu. Em abril, o grupo mudou-se novamente, desta vez para Braunshardt, no sudoeste da Alemanha.

Em abril-maio ​​de 1945, o grupo operou sobre a Alemanha, atacando o sistema de transporte alemão durante a última campanha da guerra. O grupo recebeu um segundo DUC para um ataque a aeródromos e comboios no norte da Alemanha em 20 de abril de 1945.

O grupo permaneceu na Alemanha após a guerra, fazendo parte das Forças Aéreas dos Estados Unidos na Europa. Foi transferido de volta para os Estados Unidos sem seu pessoal ou equipamento em fevereiro de 1946 e desativado em 31 de março de 1946.

Livros

Aeronave

Linha do tempo

13 de janeiro de 1942 Constituído como 86º Grupo de Bombardeio (Light)
10 de fevereiro de 1942 ativado
Setembro de 1942 86º Grupo de Bombardeio redesignado (mergulho)
Março a maio de 1943 Para o Norte da África e a Décima Segunda Força Aérea
Julho de 1943 Estreia em combate
Agosto de 1943 86º Grupo de Caça-Bombardeiro redesignado
Maio de 1944 86º Grupo de Caças redesignado
Fevereiro de 1946 Para os Estados Unidos
31 de março de 1946 Inativado

Comandantes (com data de nomeação)

Desconhecido: fevereiro de 1942 a fevereiro de 1943
Maj Clinton U True: 10 de fevereiro de 1943
Tenente Coronel Robert C Paul: 7 de agosto de 1943
Coronel Harold E Hofahl: 4 de dezembro de 1943
Coronel Earl E Bates Jr: 2 de agosto de 1944
Tenente Coronel George T Lee: 14 de fevereiro de 1945
Maj John H Buckner: 23 de setembro de 1945-c. 14 de fevereiro de 1946.

Bases Principais

Will Rogers Field, Okla: 10 de fevereiro de 1942
Hunter Field, Ga: c. 20 de junho de 1942
Campo-chave, Senhorita: c. 7 de agosto de 1942 a 19 de março de 1943
La Senia, Argélia: c. 12 de maio de 1943
Marrocos francês: 3 de junho de 1943
Tafaraoui, Argélia: 11 de junho de 1943
Korba, Tunísia: 30 de junho de 1943
Gela, Sicília: 20 de julho de 1943
Barcelona, ​​Sicília: 27 de agosto de 1943
Sele Airfield, Itália: 22 de setembro de 1943
Aeródromo de Serretella, Itália: 12 de outubro de 1943
Pomigliano, Itália: 19 de novembro de 1943
Marcianise, Itália: 30 de abril de 1944
Ciampino, Itália: c. 12 de junho de 1944
Orbetello, Itália: c. 19 de junho de 1944
Córsega: c. 12 de julho de 1944
Grosseto, Itália: c. 17 de setembro de 1944
Pisa, Itália: 23 de outubro de 1944
Tantonville, França: c 20 de fevereiro de 1945
Braunschardt, Alemanha: c. 18 de abril de 1945
Schweinfurt, Alemanha: 26 de setembro de 1945 a 15 de fevereiro de 1946
Bolling Field, DC: 15 de fevereiro a 31 de março de 1946.

Unidades de componente

311th: 1942-1943
525: 1942-1946
526: 1942-1946
527: 1942-1946

Atribuído a

1943: 64º Fighter Wing XII Fighter Command 12º Força Aérea
1943: 64º Fighter Wing XII Comando Aéreo Tático 12ª Força Aérea
1944: 87º Fighter Wing XII Comando Aéreo Tático 12ª Força Aérea
1944: 87º Fighter Wing XII Fighter Command 12º Força Aérea
1945-46: 64ª Ala de Caça


Anos: c. 530 AC - 1667 Assunto: Arte e arquitetura
Editora: HistoryWorld Data de publicação online: 2012
Versão online atual: 2012 eISBN: 9780191736513

Vá para Paestum em The Oxford Companion to Classical Literature (3 ed.)

Veja este evento em outras linhas do tempo:

Vá para Vitrū'vius Po'llio em The Oxford Companion to Classical Literature (3 ed.)

Veja este evento em outras linhas do tempo:

Vá para o Pantheon em Um Dicionário de Arquitetura e Arquitetura Paisagista (2 ed.)

Veja este evento em outras linhas do tempo:

Vá para São Pedro, em Roma, no Dicionário Conciso de Oxford da Igreja Cristã (2 ed. Rev.)

Veja este evento em outras linhas do tempo:

Vá para o transepto em The Oxford Companion to Architecture (1 ed.)

Veja este evento em outras linhas do tempo:

Vá para Palermo na Enciclopédia Mundial (1 ed.)

Veja este evento em outras linhas do tempo:

Vá para Siena na Enciclopédia Mundial (1 ed.)

Veja este evento em outras linhas do tempo:

Vá para Gótico em The Concise Oxford Dictionary of Art Terms (2 ed.)

Veja este evento em outras linhas do tempo:

Vá para Gótico em The Concise Oxford Dictionary of Art Terms (2 ed.)

Veja este evento em outras linhas do tempo:

Vá para Florença na Enciclopédia Mundial (1 ed.)

Veja este evento em outras linhas do tempo:

Vá para Brunelleschi, Filippo (1377) no Dicionário Oxford de Arte e Artistas (4 ed.)

Veja este evento em outras linhas do tempo:

Vá para Brunelleschi, Filippo (1377) no Dicionário Oxford de Arte e Artistas (4 ed.)

Veja este evento em outras linhas do tempo:

Vá para a pintura em miniatura na World Encyclopedia (1 ed.)

Veja este evento em outras linhas do tempo:

Vá para Sixtus IV (1414-84) no Dicionário Conciso de Oxford da Igreja Cristã (2 edição revisada)

Veja este evento em outras linhas do tempo:

Vá para Julius II (1443-1513) no Dicionário Conciso de Oxford da Igreja Cristã (2 edição revisada)

Veja este evento em outras linhas do tempo:

Vá para Palladio, Andrea no Dicionário Oxford de Inglês (3 ed.)

Veja este evento em outras linhas do tempo:

Vá para São Pedro, em Roma, no Dicionário Conciso de Oxford da Igreja Cristã (2 ed. Rev.)


Neoclassicismo: conceitos, estilos e tendências

Arquitetura

Influenciada pelos designs do arquiteto veneziano renascentista Andrea Palladio e informada pelas descobertas arqueológicas de Herculano e pelas teorias de Winckelmann, a arquitetura neoclássica começou em meados de 1700 e se espalhou por toda a Europa. O estilo resultante, encontrado nos projetos de edifícios públicos, residências notáveis ​​e planejamento urbano, empregou um projeto de grade tirado de exemplos clássicos romanos. Os antigos romanos, e antes deles civilizações ainda mais antigas, haviam usado um esquema consolidado de planejamento urbano para fins de defesa e conveniência civil. Em seu projeto mais básico, o plano enfatizava um sistema de ruas quadradas com um fórum central para os serviços da cidade. No entanto, variações regionais se desenvolveram no início de 1800, quando os britânicos se voltaram para o estilo Revival grego e os franceses para o estilo Império se desenvolveram durante o reinado de Napoleão Bonaparte. Ambos os estilos estavam ligados a um senso de identidade nacional, estimulado pelo ambiente político da época.

O estilo do Renascimento Grego Britânico foi influenciado pelas descobertas arqueológicas de James Stuart e Nicholas Revett, que publicaram The Antiguidades de Atenas (1762), e a descoberta de vários templos gregos na Itália que poderiam ser facilmente visitados. A arquitetura do Renascimento Grego Britânico, liderada pelos arquitetos Williams Wilkins e Robert Smirke, conhecida por sua ênfase na simplicidade e no uso de colunas dóricas, influenciou a arquitetura na Alemanha, nos Estados Unidos e no norte da Europa. O Portão de Brandemburgo de Carl Gotthard Langhans (1788-1791) em Berlim foi um exemplo notável.

Como escreveu Hugh Honor, o estilo do Império Francês "voltou-se para a opulência florida da Roma Imperial. A severidade abstêmia de Dórico foi substituída pela riqueza e esplendor coríntios". Charles Percier e Pierre Fontaine, ambos formados em Roma, foram os principais arquitetos do estilo, como pode ser visto em seu Arco do Triunfo do Carrossel (1801-1806). O arco triunfal se tornou uma característica notável do estilo, tanto na França como visto no Arco do Triunfo de l'Étoile (1806-1836) e, internacionalmente, como visto no Arco do Triunfo de Navra (1827-1834) em São Petersburgo para comemorar a derrota russa de Napoleão.

Design de interiores

O design de interiores e os móveis no estilo do Império foram parcialmente influenciados pelas descobertas em Herculano e Pompéia. Os interiores do Império, destinados a impressionar, empregavam ornamentos dourados, muitas vezes com motivos militaristas ou motivos que evocam o Egito antigo e outras civilizações conquistadas pelos romanos e no início do século XIX conquistadas por Napoleão. Tanto na arquitetura quanto no design, o estilo Império tornou-se internacional, pois correspondia ao estilo Regência na Inglaterra, ao estilo Federal nos Estados Unidos e ao Biedermeier estilo na Alemanha.

Escultura

O francês Jean-Baptiste Pigalle foi um dos primeiros líderes da escultura neoclássica. Seu Mercúrio (1744) foi aclamado por Voltaire como comparável à melhor escultura grega e amplamente reproduzido. Pigalle também foi um professor notável, pois seu aluno Jean-Antoine Houdon, conhecido por seus bustos de retratos, posteriormente liderou o movimento na França. Como o movimento era verdadeiramente internacional, o escultor italiano Antonio Canova foi considerado o principal expoente do neoclassicismo, pois suas obras foram comparadas em sua beleza e graça às do antigo escultor grego Praxiteles. Na Inglaterra, John Flaxman foi o escultor mais influente, conhecido não apenas por suas figuras, como a sua Apolo pastoral (1824), mas seus relevos e seus designs neoclássicos para Jasperware de Josiah Wedgwood, uma faiança popular internacionalmente.


História da pintura a fresco I

Da pré-história aos dias atuais, o desenvolvimento artístico vem refletindo as sociedades em que ocorreu e suas localizações geográficas.

A evolução de mural quadro as técnicas também refletem momentos específicos da história e sua influência na produção e estilos artísticos. Fresco é uma antiga forma de pintura, que evoluiu ao longo dos séculos. Os gregos e os romanos são conhecidos por sua propensão para este tipo de técnica, mas o homem começou a usar formas rudimentares de pintura de parede muito mais cedo.

Pintura pré-histórica e afrescos primitivos

O primeiro pinturas nas paredes foram encontrados em uma caverna em Chauvet, na França, e datam de não menos que 30.000 anos atrás.

Cerca de 15.000 anos atrás, afrescos foram criados em outras cavernas em Lascaux, França, e Altamira, Espanha. Esses primeiros exemplos de pintura a fresco são testemunho da longa e variada história desta forma de arte. Os primeiros afrescos, pintados nas paredes de calcário seco das cavernas, continham figuras notavelmente expressivas e realistas de cavalos, bisões, ursos, leões, mamutes e rinocerontes, que continuam a fascinar pesquisadores e historiadores da arte.

Porque pintados em uma superfície seca, nós os chamaríamos hoje affreschi a secco, ou “afrescos secos” se você traduzir literalmente. A técnica, na verdade, tinha sido usada em algumas obras medievais e renascentistas, incluindo a de Leonardo Última Ceia.

Por volta de 1500 aC, as técnicas de arte mural evoluíram e os artistas começaram a pintar em gesso fresco, o que permitia muito mais flexibilidade, pois os locais para pinturas podiam ser escolhidos com discrição.

Os primeiros exemplos conhecidos de tais afrescos são encontrados na ilha de Creta, na Grécia, no Palácio real de Knossos. O mais famoso entre eles é chamado o salto de touro, e descreve uma cerimônia sagrada na qual os indivíduos saltam sobre as costas de grandes touros. Essa peça foi pintada sobre uma série de painéis de gesso, previamente relevados em estuque, que levaram os historiadores da arte a catalogar os afrescos, na verdade, como arte plástica.

Alguns semelhantes afrescos foram encontrados em outros locais ao redor da bacia do Mediterrâneo, particularmente no Marrocos, mas sua origem é sujeita a especulação: alguns historiadores da arte acreditam que pintores de parede de Creta podem ter sido enviados para Marrocos como parte de uma troca comercial, uma possibilidade que enfatiza a importância que essa forma de arte pode ter tido na época.

Nos séculos posteriores, afrescos apareceram na Grécia antiga, mas infelizmente apenas algumas dessas obras sobreviveram. Alguns deles estão, de fato, na Itália em Paestum, na província de Salerno da Campânia, que já fez parte da Magna Grécia. Eles foram encontrados em uma tumba, chamada Tumba do Mergulhador, cujo nome está ligado à imagem representada em um dos próprios afrescos: retrata exatamente o que diz, uma figura masculina para sempre imortalizada enquanto mergulha nas águas do Mediterrâneo. Simples em sua iconografia, esta peça de pintura antiga, assim como a outra, maior, que retrata um banquete e corre em duas das paredes do túmulo, ajudou os historiadores a ter mais um vislumbre da vida e da sociedade da Grécia Antiga. Essa também é a beleza da arte.

Pompéia

Acima: Afresco da Parede em Pompéia

Falando de Afrescos romanos significa falar da arte da parede de Pompeia.

Camadas e camadas de cinzas e solo vulcânico protegeram as cidades de Pompéia, Herculano e Estábia da devastação do tempo e devolveram ao mundo, dezessete séculos depois daquele dia fatal de outubro, alguns dos vestígios mais bem preservados da grandeza e beleza de o império Romano.

Edifícios, estradas, fontes, casas e lojas, tudo foi mantido adormecido durante séculos por um pesado manto de solo escuro: graças a isso, o estado de preservação dos afrescos de Pompeu é incomparável.

É inevitável pensar na ironia absoluta do fato de que um terrível ato de destruição, como uma erupção vulcânica, pode ter sido, ao mesmo tempo, também a razão para a preservação de Pompéia, seus afrescos, sua vida. Pedras de lava, solo e cinzas protegiam a cidade não só do tempo e da passagem inexorável do tempo, mas também de séculos de guerras, combates e potencial abandono.

A tragédia de Pompeia se tornou um espelho de suas maravilhas e beleza e daquelas do Império do qual fazia parte. Maravilhas e belezas que ainda podemos admirar hoje.

A prosperidade de Pompéia como centro agrícola e comercial deu impulso e apoio a muitas formas artísticas. Fresco os artistas eram particularmente procurados, porque as casas romanas eram ricamente decoradas e a pintura nas paredes era uma parte essencial da "mobília" de uma casa. Os romanos não gostavam muito de objetos espalhados pela casa, na verdade, se víssemos uma de suas casas ainda habitada, provavelmente a teríamos encontrado estranhamente vazia. Decoração, aconchego e até mesmo aconchego foram dados por pinturas de parede, daí a importância absoluta de arte mural.

Mas afrescos também eram símbolos de status: nos anos imediatamente anteriores a 79 dC, a data da erupção do Vesúvio, Pompéia era rica e seu povo desfrutava de luxo, riqueza e beleza, tudo exposto nas paredes dos poderosos e ricos da cidade. As pinturas de decoração de parede eram tão essenciais que os arqueólogos modernos conseguiram reconhecer várias mãos diferentes trabalhando apenas na cidade de Pompéia, o que significa que muitos artistas foram chamados à cidade para pintar.

Espelhos de beleza e riqueza, símbolos de status, mas também, assim como aconteceu com os afrescos gregos de Paestum, um olho mágico moderno para testemunharmos e aprendermos sobre a vida daqueles tempos.

Por exemplo, Pompéia preservou um afresco ilustrando eventos narrados por Tácito em seu Annales: um evento esportivo entre Pompéia e uma cidade rival, Nuceria Alfaterna (atual Nuceria), que rapidamente se transformou em uma luta completa, completa com adagas e espadas.

O afresco retratava os eventos com uma atenção poderosa aos detalhes: até mesmo um vendedor, parecendo preocupado com os possíveis efeitos negativos da luta em seu comércio, foi vividamente esboçado na peça. A pintura foi encontrada na parede de uma casa plebéia em Pompéia e hoje é mantida no Museo Archeologico Nazionale di Napoli.

Como dissemos, o estilo austero escolhido para a construção de casas em Pompéia e a tendência romana para móveis esparsos incentivaram o uso de pintura de afresco para fins decorativos. As paredes foram pintadas em cores monocromáticas de vermelho amarelo e Preto e foram embelezados por pinturas de figuras, paisagens, máscaras e guirlandas.

As técnicas de aplicação de cores foram tão refinadas e aperfeiçoadas que permitiram que os afrescos sobrevivessem por milhares de anos. É digno de nota que até hoje os pesquisadores não foram capazes de descobrir completamente os segredos das técnicas de pintura dos artistas de Pompeu, nem aquelas que permitiram que suas obras durassem tanto tempo.

As casas de Pompéia, mesmo as dos proprietários mais ricos, eram surpreendentemente limitadas em tamanho. No entanto, a pequenez das salas foi disfarçada pelos horizontes alargados decorrentes da presença omnipresente de lindas pinturas de parede retratando paisagens harmoniosas, cenários campestres, magníficas vistas sobre o mar e um céu azul límpido, esplêndidas árvores frutíferas. Um sistema ante-litteram de "trompe l'oeil", usado para criar a ilusão de espaço onde não havia nenhum, e belas vistas da natureza onde antes apenas uma parede podia ser vista.

Exemplos particularmente notáveis ​​das alturas decorativas alcançadas pelo fresco artistas de Pompéia podem ser encontrados no Vila dos Mistérios: o afresco principal, que ocupa todas as paredes remanescentes da villa, representa uma miríade de figuras enigmáticas engajadas em uma celebração ritual dos Mistérios Sagrados. Esses afrescos estão entre as obras de arte mais bem preservadas e mais visitadas de Pompéia.

Os habitantes de Pompéia eram bastante supersticiosos, como comprovam os inúmeros amuletos e objetos contra o azar encontrados na cidade. Eles variavam de simples amuletos para carregar ou usar, a pequenas mãos de bronze forjadas em um gesto para afastar o mau-olhado e atrair a boa graça dos deuses. Como os pompeianos, e os romanos em geral, conheciam o poder propiciatório do simbolismo e das representações associadas ao bem-estar e à prosperidade, vestígios disso são encontrados um pouco por toda parte em Pompéia: um símbolo está acima de tudo, o falo. Pinturas ou esculturas de órgãos genitais masculinos são encontradas um pouco por toda parte na cidade, mas você deve se abster de interpretar sua presença do ponto de vista sexual.

As imagens fálicas eram consideradas as mais eficazes de todos os amuletos e por isso eram frequentemente colocadas na porta principal de lojas e casas, às vezes até desenhadas no chão. Os símbolos fálicos foram gradualmente estendidos para pinturas a fresco, onde se tornaram um emblema de saúde e bem-estar: ou seja, não havia nada de erótico na presença de pênis nas paredes e nas ruas de Pompéia!

Acima: nossa reprodução de um afresco de Pompeia

Claro, todos nós sabemos que o sexo era importante para os romanos e o povo de Pompéia não era exceção. Um dos locais mais visitados da cidade são as ruínas da Lupanare, O maior bordel de Pompéia, um lugar frequentado, quando a atividade estava a todo vapor, por centenas de homens. Na verdade, os homens nem precisavam ir a um bordel para fazer sexo, porque era costume as garçonetes de bares públicos, assim como as escravas, se apresentarem mediante o pagamento de uma taxa. No entanto, sexo em Pompéia não era apenas prostituição (não esqueçamos, porém, que a prostituição era uma atividade inteiramente normal na época romana): os romanos viviam sua sexualidade com naturalidade e facilidade e nunca a consideraram um tabu.

É também por esta razão que as relações sexuais foram retratadas em afrescos explicitamente em todas as suas variações e combinações, e os habitantes conviviam com essas imagens como se fossem naturezas mortas ou pinturas de paisagens. o afrescos eróticos de Pompéia certamente sublinhar a imensa lacuna existente entre a cultura romana e os dias atuais mais. Se decidir visitar, esteja ciente de que deve ser um adulto, pois esses afrescos geralmente não são abertos ao público em geral.

Outro aspecto significativo de Pompeia afrescos é a maneira mundana com que tratam os assuntos religiosos e espirituais. Essa era, de fato, uma tendência da época. Em suas várias representações, as divindades são humanizadas e, acima de tudo, são utilizadas como tema para decorar a casa de pompeianos abastados.

Afrescos religiosos decorativos desse tipo incluem O Casamento de Marte e Vênus, O Casamento de Júpiter, Narciso na Fonte e outros assuntos de natureza histórica ou mitológica. No entanto, as divindades mais próximas ao coração dos habitantes de Pompéia eram aquelas ligadas à agricultura, saúde e boa sorte. Esses foram os mais representados nos afrescos da cidade.

Esses afrescos foram, para muitos, um verdadeiro meio de mostrar status social e riqueza, por isso, sua riqueza, complexidade e festa de movimento e cores poderiam corresponder ao que hoje chamaríamos de estética barroca. Esta necessidade de ostentar riqueza, também através da expressão artística, é muitas vezes atribuída à insegurança subjacente a uma sociedade centrada no consumo e, em particular, a um forte sentimento de instabilidade financeira, associado a um medo contínuo da pobreza. Nisso, Pompéia era extremamente moderna, o comportamento e os medos de seus cidadãos especulares aos de pessoas de outros séculos e países.

Outras grandes pinturas de afrescos do período inicial

Um espírito diferente permeia o arte de parede religiosa pintado pelos primeiros cristãos que viviam em Roma durante o final do segundo e terceiro séculos DC. Os primeiros cristãos pintaram afrescos nas paredes e abóbadas de suas tumbas subterrâneas, ou catacumbas, com símbolos cristãos e cenas da Bíblia.

A natureza sagrada de pintura de afresco também prevaleceu nas civilizações asiáticas e da Europa Oriental. Os arqueólogos encontraram afrescos na China, em Liao-yang (100 aC) e Tun-Huang (500-800 dC), bem como em Ajanta, Índia (500-700 dC), o último retratando cenas da vida de Buda e histórias de suas primeiras encarnações. Afrescos de origem bizantina, pintados entre os anos 500 e 1300, foram encontrados na Rússia moderna, na Ucrânia e na França.


Mapa mundial 550 a.C.

Fontes primárias para East-Hem_550bc.jpg:

  1. O Atlas DK da História Mundial, 2000 ed. Mapa de “O Mundo em 500 AC”. Pgs 34-35. (Referências específicas abaixo)
  2. The New Penguin Atlas of Ancient History, Edição de 2002. Mapa de “O Oriente Próximo em 560 AC”. (Pág. 59)
  3. Usuário: Briangotts. Mapa do “World_500_BCE.png”. Disponível na Wikipedia.

* Locais tribais africanos são derivados de:

(Bantus, Berberes, Chadianos, Cushitas, Daamat, Garamantes, Gur, Khoisans, Kwa, Líbios, Mandes,

Povos Nilóticos, Povos do Atlântico Ocidental, etc.)

* Cartago as fronteiras são derivadas de:

(Mostra as fronteiras de Cartago em 500 aC).

* egípcio fronteiras:

Observação: Muitos dos meus povos asiáticos e localizações tribais são derivados de:

(Ainu, dravidianos, finno-ugrianos, povos coreanos, povos malaios, povos mon-khmer, paleosiberianos,

Papuas, Saba, Povos Samoyed, Tribos Citas, Tochari / Yuezhi, Tungus)

(Ainu, Cultura Jomon Final, Povos Coreanos, Massagetae, Sakae)

* Leste Asiático (China) informações:

  1. O Atlas DK da História Mundial. Mapa de “Zhou China 1027 - 403 aC”. Pg 259.
  2. Albert Herrmann, Ph.D. História e Atlas Comercial da China. Mapa do “Período Chun-ch & # 8217iu, 722-482 AC”.

* Coreano e manchu em formação:

* Gerrha as fronteiras são derivadas de:

* Grande Índia (Incluindo Bangladesh, Índia e Paquistão modernos):

  1. O Atlas DK da História Mundial. Mapa de “O Mundo em 500 AC”. Pg 35.
  2. Usuário: Briangotts. Mapa do “World_500_BCE.png”. Disponível na Wikipedia.
  3. Wikipedia. Mapa da “Índia épica”.
  4. Universidade da Pensilvânia. Mapa de “Repúblicas e Reinos do Norte da Índia, c. 600 AC ”.

* Informação Iraniana (Império Mediano e Persas):

  1. O Atlas DK da História Mundial. Mapa do “Império Aquemênida c. 550-331 AC ”. Pg 223.
  2. Livius.org. Mapa da “Pérsia em 490 AEC” e artigo sobre os “aquemênidas”.

* Văn Lang as fronteiras são derivadas de:

III & # 8211 Informações europeias:

Observação: Muitos dos meus povos europeus e localizações tribais são derivados de:

(Povos Bálticos, Finno-Ugrianos, Ilírios, Povos Samoyed, Citas, Trácios)

* Celtas britônicos derivado de:

* Celtas gaélicos e Priteni (também conhecido como Cruithne, Dál nAraidi e Robogdii) derivam de:

* Gaulic Veneti são descritos em

* Cidades-estados e colônias gregas são derivados de:

(A seção inclui 2 mapas do continente grego e das colônias durante esta época.)

* Cultura de Hallstatt deriva de:

* Povos Ibéricos derivado de:

(Cantábricos, Celtiberos, Ibéricos, Lusitanos, Tartessianos, Vasconi, etc.)

* Povos italianos em formação:

  1. O Atlas DK da História Mundial. Mapa de “Os povos da Itália em 500 aC”. Pg 178.
  2. Usuário: Dbachmann. Mapa da “Idade do Ferro Itália”. Disponível na Wikipedia.
  3. Wikipedia. Artigos sobre os povos listados no mapa. (Bruttii, etruscos, Ligures, República Romana, Úmbria, etc.)

* Tribos Trácias em formação:

Observação: Muitas das informações neste mapa foram verificadas com as cronologias de Bruce Gordon e # 8217s Regnal.

550 aC - Abdera é destruída pelos trácios.
550 aC - Mago I inicia o governo de Cartago.
550 aC - O Templo de Ártemis concluído em Éfeso.
550 aC - Ciro II, o Grande, derruba Astíages dos medos, estabelecendo o Império Persa.
c. 550 aC - É construído o templo de Hera I, Paestum, Itália.
550 aC - Siddhartha Gautama fundou o budismo no norte da Índia após alcançar a iluminação após seis anos praticando penitência e meditação.


Queer Timeline

Nasce a poetisa grega Safo, cuja poesia é centrada no amor entre mulheres. A palavra "lésbica" é derivada do nome Lesbos, a ilha de nascimento de Safo.

385-370 AC

Texto filosófico de Platão Simpósio argumenta que o amor entre homens é a forma mais elevada de eros.

Antinoüs (117–138 dC), amante do imperador romano Adriano, se afoga por sua vez, Adriano cria um culto que dá a Antinoüs o status de um deus.

Os imperadores cristãos Constâncio II e Constante emitiram o primeiro regulamento legal contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo, com "punição requintada" aplicada àqueles que se casam "na forma de uma mulher".

C. 1314

De Dante Inferno coloca os sodomitas no 7º círculo do Inferno.

Jeanne d & # 8217Arc (1412-1431) é denunciada pela Inquisição e queimada viva, em parte por alegar que era "ordem de Deus" para ela usar roupas masculinas, manter o cabelo curto e manter & # 8220no vestimenta que pode indicar seu sexo. & # 8221 Mais tarde ela viria a simbolizar o desafio às convenções e se tornaria um ícone do movimento sufragista feminino.

Leonardo Da Vinci (1452-1519) e três outros homens são acusados ​​de sodomia em Florença. Posteriormente, eles são absolvidos.

O Buggery Act é aprovado na Inglaterra, tornando toda atividade sexual de homem para homem um crime punível com enforcamento. A lei foi revogada em 1861.

Sarah White Norman é condenada por “comportamento obsceno” com Mary Vincent Hammond. Seus documentos de julgamento são o único registro sobrevivente de relações femininas do mesmo sexo nas colônias puritanas do século 17.

A casa molly mais famosa de Londres, Mother Clap's, é invadida pela polícia. Três homens são presos e executados. As casas Molly eram tavernas ou cafés que eram lugares seguros para homossexuais e crossdressers se encontrarem.

O diplomata, espião e soldado francês Chevalier d'Eon (1728-1810) é enviado em uma missão secreta à Rússia disfarçado de dama. Mais tarde, ele afirma ser fisicamente uma mulher. Sua nova identidade sexual é reconhecida pelo rei Luís XVI, que lhe fornece fundos para comprar novas roupas femininas. No entanto, após a morte de d'Eon em 1810, os médicos descobrem que ele era anatomicamente masculino.

1780-83

Uma investigação do comissário Foucault e do inspetor Noël da polícia parisiense determina que alguns “pederastas” usam sapatos com atacadores ou laços, em vez de fivelas, como um código de indumentária para se identificarem em público.

O reformador social inglês Jeremy Bentham (1748-1832) defende a revogação das leis da sodomia em seu ensaio “On Paederasty”.

A França se torna o primeiro país da Europa Ocidental a descriminalizar a homossexualidade.

Percy Jocelyn (1764-1843), Lord Bishop of Clogher, is famously caught with his pants down, literally, with a young soldier in a back room at the White Lion Pub in Haymarket, London, on the evening of 19 July 1822.

Count Robert de Montesquiou (1855-1921), the French dandy, aesthete, and poet, is born. Montesquieu, who preferred the company of attractive young men, was a well-known figure in Parisian high society and a promoter of Art Nouveau in France.

In England, the death sentence for sodomy is removed and the penalty becomes imprisonment from 10 years to life.

Karl Heinrich Ulrichs (1825-1895), the first self-proclaimed homosexual in Germany to speak out publicly for homosexual rights, is barred from giving a paper at a German legal conference in Munich proposing that same-sex relationships be de-criminalized.

The German-Hungarian publicist Karl-Maria Kertbeny (1824-1882) coins the term “homosexual” in a letter to Karl Heinrich Ulrichs , the German sex law reformer who proposed the concept of “homosexuality” in 1864 in order to establish “a new terminology that would refer to the nature of the individual, and not to the acts performed.”

Oscar Wilde (1854-1900) is prosecuted and sentenced to two years of hard labor in prison for “gross indecency.”

Emma Goldman (1869-1940), an anarchist known for her political activism, goes on a speaking tour that includes the defense of homosexuality as one of its topics. Goldman was described by a contemporary as “the first and only woman, indeed the first and only American, to take up the defense of homosexual love before the general public.”

Doctor Magnus Hirschfeld (1868-1935) founds the Institute for Sex Research in Berlin. “Soon the day will come when science will win victory over error, justice a victory over injustice, and human love a victory over human hatred and ignorance.”

An early recording of Mischa Spolianky‘s Das Lila Lied (The Lavendar Song) The song is considered a gay “anthem” of Berlin’s cabaret scene. A 1996 recording performed and recorded by Ute Lemper features lyrics in English.

Sir Norman Hartnell (1901-1979) opens his dress salon in London. Hartnell was known for a flashy and glamorous style that sometimes approached drag-queen camp.

The Society for Human Rights, the first homosexual rights organization in America, is formed in Chicago by Henry Gerber (1892-1972).

English playwright, director, and actor Noël Coward (1899-1973) wears a dressing gown in his play The Vortex. Coward, a closeted gay man, became famous for his personal style, which TIME magazine describes as “a combination of cheek and chic, pose and poise”.

Gertrude “Ma” Rainey (1886-1939) sings “It’s true I wear a collar and a tie … Talk to the gals just like any old man” in her song Prove It on Me Blues. It’s the height of the Harlem Renaissance (originally called the New Negro Movement) and there is an unspoken tolerance for gays, lesbians, and bi-sexuals. Shown here is Gladys Bentley (1907-1960), a notorious and popular cross-dressing blues singer who performed at Harlem’s Clam House in a white tuxedo and top hat.

The Danish artist Einar Wegener (1882-1931) becomes one of the first recorded recipients of gender reassignment surgery. Einar, who was married to the fashion illustrator Gerda Wegener, presented as a woman throughout the 1920s, often posing as his wife’s model using the name Lili Elbe. Einar began the first of 5 sex reassignment surgeries in 1930 however, the fifth operation in 1931 led to transplant rejection and her untimely death.

Marlene Dietrich (1901-1992) wears a man’s tuxedo in the film Marrocos. Dietrich often performed in a top hat and tails, and also wore pants in her personal life, making her an early adopter of the androgynous look.

The first explicitly lesbian film Girls in Uniform, is released in Germany.

The National Socialist German Workers Party bans homosexuality, sending homosexuals to concentrations camps.

Federico García Lorca (1898-1936), a Spanish poet and known homosexual, is murdered at the beginning of the Spanish civil war. Some believe it is because of his sexual orientation.

1937-38

The pink triangle, or Rosa Winkel, is used to identify and shame gay men in Nazi concentrations camps. In the 1980s, ACTUP reappropriates this symbol so that it may represent gay pride.

Mona’s 440 Club, the first American lesbian bar, opens in San Francisco. Mona’s waitresses and female performers wear tuxedos.

Christian Dior (1905-1957) launches the New Look, an ultra-feminine style, characterized by voluptuous curves and longer hemlines. The sight of women in Dior’s New Look gowns is seen by Coco Chanel “as a red flag on a bull.” Gay filmmaker Franco Zefferelli describes Chanel hissing at girls: “Look at them. Fools, dressed by queens living out their fantasies. They dream of being women so they make real women look like transvestites… they can barely walk. I made clothes for the new woman. She could move and live naturally in my clothes. Now look at what those creatures have done. They don’t know women, they’ve never had a woman.”

The Mattachine Society, the first American homosexual group, is created in Los Angeles. Gay fashion designer Rudi Gernreich (1922-1985), credited for designing the first topless swimsuit (monokini) and unisex clothing, is a founding member of the association.

ONE National Gay & Lesbian Archives is founded. It is the oldest active LGBTQ organization in the United States and today is the largest repository of LGBTQ materials in the world.

Christine Jorgensen (1926-1989) becomes the first person widely known to undergo male-to-female sex reassignment surgery.

The Daughters of Bilitis (DOB), the first national lesbian political organization, is founded in San Francisco. In October 1956, they produce the first US lesbian publication to be distributed nationwide.

American magazine Physique Pictorial features a Tom of Finland (1920-1991) illustration of a two log drivers on its cover. Tom of Finland’s homoerotic drawings depicting lumberjacks, leather men, bikers and sailors would inspire the “Castro-clone” look (fit leather or Levi jeans, plaid shirts, jackets, boots, heavy moustache and sideburns) that would appear in San Francisco’s Castro neighborhood during the 1970s.

The Wolfenden Committee report is published in Britain. The report recommends that “homosexual behaviour between consenting adults in private should no longer be a criminal offence” in the United Kingdom.

Psychologist Evelyn Hooker (1907-1996) publishes a paper of a study demonstrating that there is no measurable psychological difference between heterosexual and homosexual men. This later becomes a chief factor in the American Psychiatric Association’s removal of homosexuality from its handbook of disorders in 1973.

The United States Supreme Court rules in favor of the first Amendment rights of ONE: The Homosexual Magazine. Two lower court decisions had argued the magazine violated the 1873 Comstock Act, which prohibited sending “obscene, lewd, and/or lascivious” material through the mail.

Lesbian poet Mercedes de Acosta (1883-1968) publishes her autobiography, Here Lies the Heart. De Costa was professionally unsuccessful, but is remembered for her lesbian relationships with Isadora Duncan, Greta Garbo, and Marlene Dietrich. She donated many items from the wardrobe of her fashionable sister, Rita de Acosta Lydig (1880-1929), to the Costume Institute at the Metropolitan Museum of Art.

Illiinois is the first state to remove criminal penalties for consensual sodomy from its criminal code.

Gays and lesbians picket outside Independence Hall in Philadelphia, the first of five July 4th “Annual Reminders” organized to bring attention to the lack of civil rights protections for the LGBT community.

Yves Saint Laurent (1936-2008) introduces his le smoking tuxedo suit. Unlike in the 1930s, this attempt at menswear for women hits a nerve. Sartorial rules still frowned on women wearing pants, but times were changing and le smoking was a sophisticated choice.

The term “Pride” is associated for the first time with LGBT rights when the Black Cat Tavern, an LGBT bar in Los Angeles, is raided on New Year’s Day. The raid propels numerous protests organized by P.R.I.D.E. (Personal Rights in Defense and Education), whose small newsmagazine was renamed The Advocate and notably reported on the Stonewall riots in New York City two years later.

Gay Saville Row designer Tommy Nutter (1943-1992) dresses 3 out of the four Beatles for the cover of the album Abbey Road (George Harrison elected to be photographed in jeans). Nutter mixed traditional tailoring skills with innovative designs. He died of complications from AIDS in 1992.

A series of violent protests against police raids take place at Greenwich Village’s Stonewall Inn, a bar popular with the gay community. Police raids in gay bars were routine and the riots were a groundswell reaction to systemic marginalization and persecution. The Stonewall riots lasted for several days and changed the direction of the LGBT movement.

We were tired of being targets of manipulation and exploitation tired of being maggot excuses for raids upon our assembly, tired of being someone else’s scapegoat for some other reason. Tired of being threatened and harassed and entrapped and told what we were, what to do, and how to do it, when to do it, how to feel, what to say, how to be, what to be..ya can’t be it outside, nor can you inside! –Christopher Street Liberation Day Committee member, 1974

The first gay Liberation Day March is held in New York City on June 28, 1970, marking the first anniversary of the Stonewall riots. On that same weekend in 1970, three other U.S. cities — Chicago, Los Angeles, and San Francisco — also hold commemorative marches. Today, all over the world, pride marches in June honor the spirit of the Stonewall riots and celebrate LGBT history, culture, and equality.

Yves Saint Laurent (1936-2008) poses nude for the advertising campaign of his men’s fragrance Pour Homme.

The Cockettes, a psychedelic drag queen troupe from San Francisco, perform at the Anderson Theater in NYC. The Cockettes combined dancing, costumes, and rebellious sexuality in flamboyant shows, inspiring the glitter era of David Bowie, Elton John and the aesthetic of the film The Rocky Horror Picture Show.

Jim Foster (1934-1990) and Madeline Davis (b.1940) speak at the Democratic national convention as the first openly gay and lesbian delegates. They advocate adding a gay rights plank to the Democratic platform.

“We do not come to you begging your understanding or pleading your tolerance. We come to you affirming our pride in our lifestyle, affirming the validity of our right to seek and to maintain meaningful emotional relationships and affirming our right to participate in the life of this country on an equal basis with every citizen.”

The American Psychiatric Association removes homosexuality from its Diagnostic and Statistical manual of Mental Disorder (DSM-II).

Kathy Kozachenko is the first openly gay American to run successfully for public office. She is elected to the Ann Arbor city council.

French designer Claude Montana (b.1949) presents his first fashion show. Montana pioneered the introduction of leather from erotic street styles into high fashion—for both men and women.

Harvey Milk (1930-1978) is elected to San Francisco’s Board of Supervisors and proposes an ordinance that will protect gays and lesbians from being fired for their sexual orientation.

Dade County, Florida, enacts a Human Rights Ordinance that prohibits discrimination on the basis of sexual orientation. The ordinance is repealed the same year after an anti-homosexual campaign led by singer and former Miss Oklahoma Anita Bryant. As a response to Bryant’s political success, gay groups organize a boycott of Florida Citrus products for which Bryant was the spokesperson.

San Francisco Supervisor Harvey Milk (1930-1978) is assassinated.

The rainbow flag, designed by Gilbert Baker, makes its debut in the Gay Freedom Day Parade in San Francisco.

75,000 to 125,000 people attend the first National March on Washington for Lesbian and Gay Rights.

The Radical Faeries, a counter cultural movement, is founded by Harry Hay (1912-2002). Radical Faeries reject traditional gender roles and challenge the commercialization of LGBT life. The members of the group look for a spiritual dimension to sexuality.

The street performer/protest group The Sisters of Perpetual Indulgence make their debut in San Francisco. Members wear the attire of nuns and do not hide their male attributes (i.e. facial hair). They protest intolerance and educate people about AIDS and safe sex.

The Human Rights Campaign, America’s largest LGBT civil rights organization, is founded by Steve Endean.

The CDC uses the term AIDS for the first time to name the condition previously called gay cancer, gay compromise syndrome, and GRID (gay-related immune deficiency).

The Gay Men’s Health Crisis, the world’s first and leading provider of HIV/AIDS prevention, care, and advocacy, finds its informal beginning when an answering machine in the home of volunteer Rodger McFarlane acts as the first AIDS hotline — receiving over 100 calls the first night.

A Charles James (1906-1978) retrospective, The Genius of Charles James, opens at the Brooklyn Museum. The Anglo-American couturier was quite open about his homosexuality. “James was gay from birth, I think,” the illustrator Hilary Knight told Valerie Steele in an interview. “He was very sexy. He talked about sex all the time.”

To announce his men’s underwear collection, American designer Calvin Klein (b.1942) displays a billboard in Times Square featuring an image of a muscular man wearing white briefs. Guy Trebay commented on the seminal underwear ad: “In [making this ad], Mr. Klein was marking the beginning of both major changes in the conventions of masculine presentation and an overall democratization of desire.”

The Lesbian, Gay, Bisexual & Transgender Community Center is founded in NYC. The Center serves those in crisis: the young, the elderly, people living with HIV and AIDS, survivors of anti-gay or anti-lesbian violence, people struggling with substance abuse, and gay people and their friends and families overwhelmed by the devastating toll of the AIDS epidemic.

DIFFA: Design Industries Foundation Fighting AIDS is founded by Patricia Green and Larry Pond. DIFFA has mobilized the immense resources of the design communities and granted over $40 million to hundreds of AIDS service organizations nationwide. DIFFA’s co-founder, Larry Pond, died of AIDS in 1992 at age 42.

Fashion designer Jean Paul Gaultier (b.1952) introduces a skirt for men in his Spring/Summer 1985 collection Et Dieu Créa L’Homme. While his collections have been based on street wear, his runway shows often play with traditional gender roles.

The Hetrick-Martin Institute (est.1979) founds the groundbreaking Harvey Milk High School in collaboration with the New York City Department of Education. The school is devoted to serving at-risk youth.

NAMES project AIDS Memorial Quilt, a gigantic quilt made to commemorate the lives of people who have died of AIDS related causes, is conceived by gay rights activist Cleve Jones (b.1954).

Fashion designer, performer, and model Leigh Bowery (1961-1994) opens the infamous disco club Taboo in London. Bowery’s performances and gender-bending costumes would heavily influence, among others, pop singer Boy George and designer Alexander McQueen.

American actor Rock Hudson dies on October 2, 1985 of complications related to AIDS. Known for his debonair charm and striking good looks, he starred as a Hollywood leading man in films opposite Doris Day, Elizabeth Taylor, and Julie Andrews. The first major Hollywood celebrity to publicly announce his AIDS diagnosis, Hudson’s announcement prompted a wider public awareness of the epidemic.

Fashion designer Perry Ellis (1940-1986) dies of AIDS-related encephalitis. Ellis was an innovative designer who understood traditional American clothing yet played with proportion, thereby altering it for a new generation.

ACT-UP (AIDS Coalition to Unleash Power) is founded at the Lesbian and Gay Community Services Center in New York in response to the US government’s failure to address the AIDS crisis.

Fashion illustrator Antonio Lopez (1943-1987) dies of complications from AIDS. Lopez, who was born in Puerto Rico and moved to NYC at age 7, explored topics like queerness, ethnicity, and fashion in his drawing. “At his peak, he was as famous as Marc Jacobs is now. He was the biggest person in the fashion industry,” says Roger Padilha, an editor, along with his brother Mauricio, in Antonio Lopez: Fashion, Art, Sex & Disco.

Liberace (1919-1987), the American pianist and vocalist, dies of pneumonia caused by AIDS. Liberace was famous for performing in extravagant sequined costumes, feathered capes, and furs. During his lifetime, Liberace denied being gay—and successfully sued someone who said he was. Nevertheless, he has become a gay icon.

African-American fashion designer Willi Smith (1948-1987) dies at age 39 of AIDS-related illnesses. Smith was one of the fashion industry’s most successful young designers at the time of his passing.

The Love Ball at Roseland raises more than $300,000 for Design Industries Foundation Fighting AIDS (DIFFA).

American photographer Robert Mapplethorpe (1946-1989), known for his homoerotic pictures of nude men, dies of complications arising from AIDS.

Painter Keith Haring (1958-1990) reveals he is HIV positive. Haring’s work was inspired by New York city street culture of the 1980’s.

The first annual “7th on Sale” event, produced by CDFA co-founders Stan Herman and Fern Mallis, is a huge success, raising over 4 million dollars for AIDS/HIV research.

Fashion designer Roy Halston Frowick (1932-1990) dies from AIDS at age 57. Halston’s minimalist approach to fashion epitomized the glamour of the disco era in the 1970s.

Billboards by artist Félix González-Torres (1957-1996), depicting an empty bed, are displayed around New York City. The monochromatic image for “Untitled” (1991) MOMA project was taken after González-Torres’s partner died due to AIDS related complications.

Model and fashion icon Tina Chow (1950-1992) dies of complications from AIDS at the age of 41. Tina and her husband Michael were part of a New York scene that included Manolo Blahnik, Jean-Michel Basquiat, Mary Boone, Keith Haring, Antonio Lopez, Julian Schnable, and Andy Warhol.

George Michael (b.1963) commissions Thierry Mugler (b.1948) to direct this video for his hit song “Too Funky.” You can also watch the “making of” video here.

The US military’s “Don’t Ask, Don’t Tell“ policy is instituted.

Brandon Teena (1972-1993), a female to male transgender person, is murdered in Humboldt, Nebraska.

Tony Kushrer’s Angels in America, a play on the AIDS epidemic, opens on Broadway.

Bill Robinson (1948-1993), American pioneering designer of fashions for men, dies of AIDS-related complications. Robinson’s soft-shoulder jackets offered an alternative to the “power look” of the 1980s.

John Bartlett, “the Gaultier of American’s wear,” creates a men’s collection inspired by the film Forrest Gump, Jean Genet, and cross-dressing.

DOMA (the Defense of Marriage Acts), a law that defines marriage as the legal union of one man and one women, passes both houses of congress. DOMA restricts LGBT partnership rights.

Television sitcom character Ellen Morgan comes out as a lesbian on TV show Ellen, making actress Ellen DeGeneres (b.1958) the first out gay actress to play a lesbian character on television.

Gay fashion designer Gianni Versace (1946-1997) is murdered in Miami Beach. Versace combined overt sexuality with luxurious classicism in ensembles that referenced ancient Roman and Greek art, abstract painting, and Pop art. The Italian designer often used homoerotic images in his advertising.

Matthew Shepard (1976-1998), a young gay student, is murdered in Laramie, Wyoming.

Actress Natasha Richardson, member of the American Foundation for AIDS Research (amfAR), organizes Unforgettable: Fashion of the Oscar, an auction of Oscar dresses. Richardson’s father, theater and film director Tony Richardson died of AIDS-related causes in 1991.

Massachusetts becomes the first state to legalize gay marriage. The court finds the prohibition of gay marriage unconstitutional because it denies dignity and equality of all individuals. In the following six years, California, Connecticut, Iowa , Vermont, New Hampshire, and Washington D.C. will follow suit.

At the end of avant-garde designers Viktor & Rolf’s Spring 2007 show in Paris, four couples of men wearing tuxedos dance to the waltz. “We live in a heterosexual world, and we are a minority… if two men dancing at our show is still shocking, even in the fashion world, it says something about what is accepted and what is not,” Victor and Rolf stated.

The ‘Don’t ask, Don’t tell’ law, is repealed, ending a 17-year ban on gays serving openly in the military.

British designer Alexander McQueen (1969-2010) is found dead at his home in London. “My collections have always been autobiographical,” said McQueen, “a lot to do with my own sexuality and coming to terms with the person I am – it was like exorcizing my ghosts in the collections.”

Fashion designer and “Project Runway” judge Michael Kors (b.1959) and his partner Lance LePere are married in Southampton, NY ,after a bill permitting same sex marriages comes into effect in New York State.

Wearing brightly colored dresses and balaclavas members of the Russian feminist punk-rock collective Pussy Riot stage an illegal performance to protest against Vladimir Putin at the Moscow cathedral of Christ the Saviour. Three members of the group were charged with hooliganism and sentenced to two years imprisonment.

Target casts gay couples in its wedding registry ads.

Actress Jodie Foster (b.1962), wearing silver and navy paillettes by Armani, publicly acknowledges that she is gay at the Golden Globes Awards.

A key part of the 1996 Defense of Marriage Act (DOMA) is struck down by the Supreme Court. The court declares that in states where marriage is legal, gay couples must receive the same federal health, tax, Social Security, and other benefits that heterosexual couples receive.

Central Michigan University offers new course titled ‘Queer Fashion’ inspired by the exhibition.

Taiwan becomes first in Asia to legalize same-sex marriage. The Washington Post


This site covers a huge area, including a wealth of coastal, rural and mountain scenery. Besides this I took trains to find the ancient Greek enclave of Velia (near Ascea station) with its mosaics. I then returned to Paestum (which has its own station) to see the statuesque temples of Athena, Neptune and Hera, all reminiscent of Athens.

Trenitalia runs a bus service from Battipaglia down the Vallo di Diano to Padula which I took to visit the huge San Lorenzo monastery.


Assista o vídeo: Paestum Archaeological documentary Eng. Version (Junho 2022).


Comentários:

  1. Daishicage

    É interessante. Tell me, please - where can I find more information on this topic?

  2. Barisar

    Bravo, que palavras necessárias ..., uma excelente ideia

  3. Hieronim

    Totalmente de acordo com ela. Eu acho que esta é uma ótima ideia.

  4. Kenzie

    Padborka legal

  5. Ian

    Sinto muito, nada que eu não possa ajudá -lo. Eu acho que você encontrará a solução certa. Não se desespere.

  6. Tyrus

    Esta é uma informação precisa



Escreve uma mensagem