Podcasts de história

Jagdpanzer IV, Ausf.F

Jagdpanzer IV, Ausf.F


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Jagdpanzer IV, Ausf.F

O Jagdpanzer IV foi o primeiro de uma série de caça-tanques altamente eficazes desenvolvidos na Alemanha a partir de 1943, cada um carregando um canhão poderoso em um chassi baixo protegido por uma blindagem bem inclinada.

Enquanto o StuG foi originalmente desenvolvido como uma arma de apoio próximo para trabalhar com a infantaria, e mais tarde foi modificado para se tornar uma arma antitanque poderosa, o Jagdpanzer IV foi projetado desde o início como um matador de tanques.

O primeiro modelo de madeira do Jagdpanzer (ou Panzerjäger) foi concluído em maio de 1943, e um protótipo de aço macio foi apresentado a Hitler em 20 de outubro de 1943. O protótipo final ficou pronto em dezembro de 1943 e a produção começou em janeiro de 1944. Vomag foram os responsáveis para a produção do Jagdpanzer, produzindo-o ao lado do Panzer IV até maio de 1944 e, então, concentrando-se na nova arma.

O Jagdpanzer tinha o mesmo casco básico do Panzer IV, embora a frente plana do Panzer IV tenha sido substituída por um nariz afilado. A superestrutura foi construída com placas de blindagem inclinadas. A blindagem frontal tinha originalmente 60 mm de espessura, 20 mm mais fina do que os Panzer IVs contemporâneos, mas tinha uma inclinação de 50 graus, o que a tornava muito mais eficaz. Em maio de 1944, a blindagem frontal foi engrossada para 80 mm, tornando-a ainda mais poderosa.

O Jagdpanzer IV estava armado com a arma Pak39 L / 48 de 75 mm, protegida pelo mantelete "cabeça de porco" (daí a designação alternativa de Panzerjäger 39). Uma escotilha cônica à esquerda da arma protegia uma das duas metralhadoras originalmente instaladas.

O Jagdpanzer IV foi substituído pelo Panzer IV / 70 (A) e Panzer IV / 70 (V), armado com o canhão KwK42 L / 70 de 75 mm mais longo, enquanto o mesmo projeto básico também foi usado para produzir o Jagdpanzer 38 (t) “Hetzer”

O Jagdpanzer IV começou a entrar em serviço com os destacamentos de caçadores de tanques das divisões Panzer em março de 1944, muitas vezes substituindo o Marder anterior. Tal como acontece com o StuG III, o Jagdpanzer IV era uma arma defensiva eficaz, especialmente quando a direção do avanço inimigo era conhecida, mas era menos útil em situações mais fluidas onde sua incapacidade de girar rapidamente poderia torná-lo mais vulnerável - o canhão principal só poderia atravesse 20 graus, portanto, para atingir qualquer alvo mais de 10 graus à esquerda ou à direita, o veículo inteiro deve ser virado.

O Jagdpanzer IV lutou na Itália com a Divisão Hermann Goering, na Rússia com as 4ª e 5ª Divisões Panzer, e na Normandia com a Divisão Panzerlehr, a 9ª Divisão Panzer e a 12ª Divisão SS Panzer.

Nomes
Sturmgeschütz neuer Art com 7.5cm PaK L / 48 auf Fahrgestell Panzerkampfwagen IV
Gerät 821
Sd Kfz 162
Jagdpanzer IV Ausf F. 7,5cm Pak 39 L / 48
Jagdpanzer IV (destruidor de tanques)
Panzerjaeger 39 (caçador de tanques)

Estatísticas
Número produzido: 769
Produzido: janeiro a novembro de 1944
Comprimento do casco: 6,85 m
Largura do casco: 3,17 m
Altura: 1,85 m
Tripulação: 4
Peso: 24-25 toneladas
Motor: Maybach HL120TRM
Velocidade máxima: 40km / hr
Alcance máximo: 210 km
Armamento: Um PaK39 L / 48 de 7,5 cm e dois MG42 de 7,92 mm

Armaduras

Armaduras

Frente

Lado

Traseira

Superior / Inferior

Superestrutura

60 mm / 3,0 pol.

30 mm / 1,2 pol.

20 mm / 0,8 pol.

20 mm / 0,8 pol.

Casco (superior)

60 mm / 3,0 pol.

30 mm / 1,2 pol.

20 mm / 0,8 pol.

10 mm / 0,4 pol.

Casco (inferior)

50 mm / 2,6 pol.

30 mm / 1,2 pol.

20 mm / 0,8 pol.

12 mm / 0,9 pol.
+ 10 mm / 0,4 pol.

Mantelete de arma

80 mm / 3,2 pol.

Favoritar esta página: Delicioso Facebook StumbleUpon


Tanques de eixo e veículos de combate da Segunda Guerra Mundial

A experiência de combate adquirida durante as campanhas de 1942 indicou aos planejadores do estado-maior alemão que os veículos de artilharia de apoio aproximado Sturmgeschütz existentes teriam que ser reajustados se continuassem a ser usados ​​como caça-tanques, e a futura arma padrão foi selecionada como a versão longa da pistola tanque de 7,5 cm (2,95 pol.) instalada no tanque Panther. Esta arma tinha 70 calibres de comprimento (em oposição ao comprimento do calibre 49 do tanque e versões antitanque da família Pak 40) e para alojar esta arma em veículos como o Sturmgeschütz III exigiria modificações consideráveis. Essas modificações levariam tempo, então foi decidido adaptar o chassi maior do tanque PzKpfw IV para atuar como um modelo "à prova de falhas". O trabalho de design logo começou neste novo modelo, que surgiu em 1943 como o Jagdpanzer IV Ausf F für 7.5-cm Pak 39 ou Panzerjäger 39, mas quando os primeiros exemplos ficaram prontos, os canhões compridos de 7,5 cm foram designados para o Os tanques Panther e assim os primeiros exemplares tiveram que se contentar com armas de 48 calibres.

O primeiro desses Jagdpanzer IVs apareceu em outubro de 1943. Eles consistiam na bem testada suspensão e no layout do motor do PzKpfw IV aliados a uma nova carapaça blindada com laterais bem inclinadas. Este casco era muito mais baixo do que a combinação casco / torre do tanque e montava o canhão em um mantelete bem protegido no casco dianteiro. O resultado foi muito apreciado pelas tripulações do Panzerjäger, que apreciaram a silhueta baixa e o casco bem protegido, de modo que o Jagdpanzer IV logo foi muito procurado. O canhão era poderoso o suficiente para atacar virtualmente qualquer tanque inimigo, e em ação o Jagdpanzer IV logo estava acumulando um número considerável de 'mortes', especialmente na Frente Oriental, para onde a maioria era enviada. O armamento secundário de duas metralhadoras MG34 ou MG42 de 7,92 mm (0,312 m) também se mostrou altamente eficaz.

Os freios de boca Jagdpanzer IV foram removidos até mesmo dos primeiros veículos. O objetivo era reduzir a poeira levantada por tiros, o que denunciaria a posição do veículo. Os freios de focinho também enviam ondas sonoras em todas as direções. Isso torna o relatório aparentemente mais alto. Não é tão bom, se você está tentando emboscar uma armadura. Uma arma sem freio enviará suas ondas sonoras, basicamente, na direção do projétil. Além disso, o freio tende a afetar a precisão da arma.

Muitos comandantes do Panzer consideraram que o Jagdpanzer IV era bom o suficiente em sua forma original para não exigir aumento de canhão, mas Hitler insistiu que a mudança para o canhão longo deveria ser feita.

Guderian acreditava que o StuG III era suficiente como uma arma autopropelida e sentiu que a produção deveria ter se concentrado em tanques. Por causa de suas características de nariz pesado e visão do General Guderian & # 8217s de que os Jagdpanzers eram desnecessários, as equipes batizaram as variantes de idioma do Panzer IV Guderian & # 8217s Ente, significando Pato Guderian & # 8217s.

Assim, durante 1944, surgiram alguns equipamentos Jagdpanzer IV com 7,5 cm Stuk 42 com o canhão L / 70 mais longo, mas a mudança na linha de produção demorou, muito tempo para Hitler, que insistiu que a mudança para o novo canhão tinha que ser feito mesmo que isso significasse desviar toda a produção do tanque PzKpfw IV para esse fim. Assim, um terceiro Jagdpanzer IV apareceu, desta vez uma conversão apressada de um casco PzKpfw IV básico para assumir a forma de uma carapaça inclinada Jagdpanzer IV e montar o canhão de calibre 70.

Esta conversão era conhecida como Panzer IV / 70 Zwischenlösung (provisório) e estava em produção no final de 1944. Em serviço, o canhão Jagdpanzer IVs calibre 70 provou ser poderosos assassinos de tanques, mas o peso extra do canhão longo fez os veículos despencarem - Pesado a ponto de as rodas dianteiras terem que ser rodeadas de aço em vez de borracha para lidar com o peso extra. O peso da arma também reduziu o desempenho geral do veículo, especialmente em terrenos acidentados. Mas no final de 1944 e no início de 1945 essas desvantagens simplesmente tiveram de ser negligenciadas, pois os Aliados estavam às portas do Reich e qualquer coisa que pudesse ser colocada em campo foi usada. O Jagdpanzer IV provou ser um Panzerjäger sólido que permitiu aos alemães utilizar a capacidade de produção existente e manter a linha PzKpfw IV quando, de outra forma, teria sido desativada. Em serviço, o Jagdpanzer IV era um veículo popular e um poderoso matador de tanques.

Especificação
Jagdpanzer IV com Stuk 42 de 7,5 cm
Tripulação: 4
Peso: 25.800 kg (56.879 lb)
Motor: um motor a gasolina Maybach HL 120 desenvolvendo 197,6 kW (265 cv)
Dimensões: comprimento geral 8,58 m (28 pés 1,8 pol.), Largura 2,93 m (9 pés 7,4 pol.), Altura total 1,96 m (6 pés 5,2 pol.)
Desempenho: velocidade máxima da estrada 35 km / h (22 mph) alcance da estrada 214 km (133 milhas) gradiente 57 por cento obstáculo vertical 0,6 m (23,6 pol.) Vala 2,3 m (7 pés 6,6 pol.) Vadeando 1,2 m (3 pés 11 pol.)


Jagdpanzer IV L / 48

Vzhľadom sobre os sucessos do 'twas StuG III automotor na luta contra o tankom bola em 9/1942 firme Vomag especificou o papel do vypracovať o projeto de um novo canhão automotor (Sturmgeschütz n. A.). O projeto preliminar do rátal usando štandardnej plataforma Pz.Kpfw.IV com lafetovaným 7,5 cm anti-tanque kanónom. Superestrutura bola mimoriadne baixa konštrukcie, sendo a altura total do mala do veículo ainda que no máximo 170 cm. Silhueta baixa do veículo mala umožniť veículo skrytejšie priblíženie sa to nepriateľským obrneným vozidlám e, ao mesmo tempo, forneceria proteção lepšiu de zásahom, porque eu gostaria de ir com um pequeno e horšie zasiahnuteľný cieľ. Drevená uma superestrutura mock-up com um manequim kanóna bola concluída e predstavená Adolf Hitler nas novas armas prehliadke do dia 13.5.1943. Projekčné trabalho em novom útočnom del continuou e mudança de casa em comparação com pôvodnému design bolo prekonštruovanie a parte principal do casco. Pôvodné formas angulares da parte prednej do casco boli, no entanto, zvyšovaniu hrúbky pancierovania gradual até 80 mm neviedli para dostatočnej resistência olhos novos sovietským 85 mm e inglês 17 libras kanónom. Naquela época, se originaram as propostas para modifikáciu konštrukcie Pz.Kpfw.IV, onde a parte central do tanque mali mesmo vyrábané de caldeira pancierových zváraných sob uhlami afiado. Proposta de bol Takým Pz.Kpfw. IV Ausf. H (Original 9./B.W.). Vzhľadom que náročnosť zmien e produção tecnológica postupov vo iria ovplyvnila produkciu toľko potrebných máquinas, o bolo desta intenção upustené e o tipo de Pz.Kpfw.IV Ausf.H mesmo neskoršia verzia Pz.Kpfw.IV Ausf.J usar rovnaký a forma de rovnakýIV Ausf.J o casco ako ich predchodcovia. Takúto mudar, mas poderia využiť um novo projeto, uma produção ešte nebola rozbehnutá e assim konštruktéri modificou as peças centrais das novas armas automotoras. Criou a forma klinovitý de pancierových de forte 50 mm (parte spodná) de modo sklonom 55 ° e 60 mm (parte superior), de modo sklonom 45 °. Ele fez o equivalente a 123 mm, respectivamente. 110 mm hrúbky caldeira pancierových perpendicular.

Um protótipo completo feito de parafuso de aço nepancierovanej Adolf Hitler são apresentados à Konferencii 20.10.1943. Dvojica prototype maquina cantos mala da parte prednej da atualização arredondada. É ich característica característica. A forma e as dimensões strešnej parte do boli de atualização, é claro, diferente de neskorších serial vozidiel. O primeiro protótipo do Fgst.Nr.V1 mal outro a forma do escudo kanóna, no olho ktorom bolo navarené závesné. Dois závesné eyed mal navarený mesmo pancierový cobrir o retorno ústrojenstva kanóna. Mal outra forma de freios úsťovej. O segundo protótipo Fgst.Nr.V2 mal já serial prevedenie escudo kanóna mesmo freios úsťovej. Neskôr bola neste protótipo aplicada camada anti-magnética de zimmerit e bol zaradený em unidades de treinamento (para bočných lados da superestrutura niesol a inscrição "Schulungs-Fahrzeug"). Este protótipo despojado freios úsťovej e guľometu tampa direita sobre priezorom vodiča bol odfotografovaný para operačného manual D653 / 39. Unidade de treinamento pôsobila no território francúzskom e preto sa esta máquina manteve os dias dnešných vo francúzskom múzeu em Saumure, onde descansou longos anos em seu depozitári. Depois que rekonštrukcii está hoje em plena beleza apresentado em nemeckom tankovom múzeu em Munsteri. Zaujímavosťou é que já no tempo státia em depozitári mal protótipo no lado direito dos rolos de suporte do chassi celooceľové do cinto. Em ľavej tem uma polia com um obručou de borracha.

Neoficiálne os nomes do Jagdpanzer IV

Názov
Referido em dokumente (+ data)
Kleine Panzerjäger der a Firma da Vomag
5/1943
Panzerjäger auf Fahrgestell Panzer IV
8/1943
leichter Panzerjäger com 7,5 cm L / 48 auf Pgst.IV
9/1943
Stu.Gesch.n.And. (le.Pz.Jg.) auf Pz.IV
12/1943

Oficialmente, os nomes do Jagdpanzer IV

Názov
Referido em dokumente (+ data)
leichter Panzerjäger auf Fgst.Pz.Kpf.Wg.IV mit 7,5 cm Pak 39 L / 48
Wa J Rue (10 / 1943-12 / 1943)
le.Pz.Jg.IV namiesto the Sturmgeschütz neuer Art
Wa Prüf (28.1.1944)
Panzerjäger IV (7,5 cm Pak 39 (L / 48) (Sd.Kfz.162))
.St.N.1149 (1.2.1944)
Panzerjäger IV (Sd.Kfz.162)
Vomag (3/1944)
o Sturmgeschütz neuer Art com 7,5 cm Pak 39 L / 48 auf Fgst. Pz.Kpfw.IV
Wa J Rue (2 / 1944-11 / 1944)
le.Pz.Jg.Vomag com 7,5 cm Kw.To.L / 48 auf Fgst.Pz.IV als "le.Panzerjäger IV" (ehem.Stug.Gesch.n.And.)
Gen.Insp.d.Pz.Tr. (8.8.1944)
Jagdpanzer IV Ausf.F
D653 / 39 (15.9.1944)
Jagdpanzer IV - Panzerjäger IV (m. 7,5 cm Pak 39 L / 48) (Sd.Kfz.162)
Wa J Rue (11/1944)

Descrição:
Jagdpanzer IV využíva plataforma Pz.Kpfw.IV Ausf.F e seus componentes sem väčších modifikácií. Najväčšou modifikáciou trocou o tanque de combustível, respectivamente. ich umiestnenie sobre o veículo. A arma de 7,5 cm Pak 39 L / 48 é lafetovaný 20 cm à direita dos veículos osi. Canhão para escudo p odlievaný Topfblende. Sekundárna armamento na forma de guľometu o MG 42 ele pode até ser usado em pares výstrelných štrbín in čelnom pancieri atualização nachádzajúcich sa após o oboch lados kanóna. O entalhe chránia odklápateľné pancierove cobre a forma kužeľovitého. Pri neskoršej produkcii bola ľavá štrbina sobre priezorom vodiča eliminado. Em streche upgrade sa à direita da escotilha veliteľa nachádzal výstrelný port Nahverteidigungswaffe (uma arma defensiva strieľajúca zadýmovacie e trieštivé granadas). Em máquinas viacerých, principalmente skoršej produkcie, no entanto, fixe esta tampa cega de porta.
Existiam máquinas Ochre štandardných stíhačov veliteľská verzia Befehls-leichte Panzerjäger IV. O veículo recebeu dodatočné radio vybavenie (o FuG 8) e no motorovom krytus para uma extensão da antena vľavo mal namontovanú ďalšiu com terminação hviezdicovým (Sternantenne).
Experimentálnou interessante ajustando o veículo prešlo Fgst.Nr.320036 feito em 2/1944. Strecha atualização bola feita de celular dosiek e o melhor bol ocher guinea montagem simulada diaľkovo controlou guľometu (Rundumsfeuer M.G.) até mesmo um mock-up otočnej veliteľskej vežičky so siedmymi visualização periskopmi e odklápateľným poklopom circular A delaohyn. Tieto modifikácie no entanto, zostali len na forma de Guiné. Sob o assento strelca bol em podlahe criou um buraco de fuga pré tripulação. Dad modifikácia foi introduzida na produção.

O casco e a superestrutura vyrábal Vítkovice železiarne (código "bzs"). Kompletáciu vozidiel mala responsável pela empresa Vomag (o código do "ajk"). A empresa Vomag vyrábala súbežne e tanques Pz.Kpfw.IV até 5/1944, já explorou sa gradualmente preorientovala para a produção de máquinas stíhačov. Números de série do boli vyčlenené dos lutadores pré-serial Fgst.Nr. 320001-321000.

Encontro
Aceitou os números
1/1944
30
2/1944
45
3/1944
75
4/1944
106
5/1944
90
6/1944
120
7/1944
125
8/1944
92
9/1944
19
10/1944
46
11/1944
2
Juntos
750

Modifikácie durante a produção + modifikácie experimentálne

Encontro
Tipo de mudanças / modifikácie / o experimento
1/1944
Todos os mali Jagdpanzer IV da produção začiatku no teto acima do buraco pré Nahverteidigungswaffe. Vzhľadom em zásobovanie týmito zbraňami irregular, niektoré máquinas esta arma nemali e o buraco foi cegado por tampas de proteção.
2/1944
No snahe sobre odľahčenie prednej parte do motor e bola zmenená pozícia, onde sa umiestňovali náhradné artigos pásov. Pôvodne sa umiestňovali em chifre forte pancier do casco, a partir deste obdobia sa colocar zadnú hornú parte do casco. Há boli pôvodne umiestnené lida com pré dvojicu náhradných pojazdových kolies. O empate foi interrompido no lado ľavú da escotilha do motor.
3/1944
Porque sa não efektívne využívať ľavá strieľňa pre guľomet, pare sa montovať. As folhas de pancierové fornecidas com vyrezaným otvorom pré guľomet sa navárali 60mm pancierové a tampa da extremidade. On niekoľkých strojoch produzido em 3-4 / 1944 sa na atualização streche antes da incubação nabíjača namontovalo diaľkové ovládanie defence guľometu (Rundumsfeuer M.G.). Da montagem sa nerozšírila de dôvodu nedostatočného vnútorného priestoru em nadstavbe.
4/1944
Capa brzdovratného ústrojenstva tem forma zmenený. Spodné corners boli zrezané. Este material é prekrýval main strongman pancierový plate e dosiahlo sa so economia de peso já preťaženej prednej parte do motor, e. Pri streľbách de 8.4.1944 bolo zistené que o nie também é necessário, freio de boca. Modifikovalo sa brzdovratné ústrojenstvo. Zväčšil sa volumeraulickej kvapaliny (de 5 litrov em 6 litrov) e barras priemer vratnej (de 52 mm a 60 mm), eliminou o interruptor de alarme hidráulico sa. Em stíhačov, ktoré boli fornecido com úsťovými freios boli tieto freios em unidades poľných descartadas.
5/1944
Do veículo Fgst.Nr.320301 lutadores de mali homem forte pancier gross 80mm. Zväčšil sa priemer oklápateľného kužeľového cobrir guľometu.
6/1944
No contexto de konštrukčného zjednodušenia bol zmenený forma odĺžnikovej caixa plniacich uzáverov em motorovom krytus. Pôvodne boli lados desta cobertura zošikmené, após novom boli perpendicular. Provavelmente neste período o sa começou a montovať modificado alças schürzenov, ktoré sa vyrábali simplificado postupom tecnológico (ohýbaním). Ao mesmo tempo, foi modificado e definido schürzenov, já explorou predný e não schürzen boli vyššej konštrukcie.
9/1944
Vzhľadom sobre a administração de camada vznietení antimagnetickej de zimmerit após zásahoch protipancierovými strelami, parou sa na fábrica zimmerit aplikovať. Depois de sťažnostiach posádok em zatekanie dažďovej água para o interior, começou sa na testa, bokoch e fazendo parte da superestrutura do teto navárať pequena tela "očká" pre uchytenie.
10/1944
No snahe sobre šetrenie tempo de produção e consumo znížení ložísk bol número podporných kladiek reduzido zo štyroch no tri.

Unidades, que obdržali Jagdpanzer IV L / 48

Encontro
Unidade
Número de stíhačov entregue
Observação
17.3.1944
Panzer-Lehr-Division
31

23.3.1944
H.-Nachr.Schule And Halle
1

25.3.1944
Aufstellungsstab Mielau
10

25.3.1944
Heeres-Waffenamt
1

28.3.1944
Ersatzheer
1

31.3.1944
o Sturmgeschütz-Schule Burg
2

3.4.1944
Ersatzheer
9

4.4.1944
2.Panzer-Division
14

12.4.1944
2.Panzer-Division
7

25.4.1944
Fsch.Pz.Div. HG
21

26.4.1944
12. SS Panzer-Division
10

29.4.1944
3.Panzergrenadier-Division
31

20.5.1944
15.Panzergrenadier-Division
31

6.6.1944
4.Panzer-Division
21

9.6.1944
Aufstellungsstab Mielau
6

11.6.1944
5.Panzer-Division
21

12.6.1944
Ersatzheer
4

19.6.1944
20.Panzer-Division
21

20.6.1944
Ersatzheer
6

22.6.1944
12. SS Panzer-Division
11

22.6.1944
SS-Ersatzheer
3

24.6.1944
12.Panzer-Division
21

30.6.1944
17. SS-Panzergrenadier-Division Götz von Berlichingen
31

8.7.1944
5. Wiking SS-Panzer-Division
21

10.7.1944
116.Panzer-Division
21

13.7.1944
6.Panzer-Division
10

18.7.1944
19.Panzer-Division
10

20.7.1944
9.Panzer-Division
21

25.-26.7.1944
Fsch.Pz.Div. HG
31

29.7.1944
9. SS Panzer-Division Hohenstaufen
21

29.7.1944
5.Panzer-Division
21

1.8.1944
11.Panzer-Division
21

1.8.1944
19.Panzer-Division
11

3.8.1944
3.Panzer-Division
21

9.8.1944
6.Panzer-Division
11

13.8.1944
25.Panzer-Division
28

19.8.1944
15.Panzergrenadier-Division
6

22.8.1944
10. SS Panzer-Division Frundsberg
21

25.8.1944
SS-Ersatzheer
3

5.9.1944
3. SS Panzer-Division Totenkopf
21

8.9.1944
9.Panzer-Division
10

11.9.1944
8.Panzer-Division
21

20.9.1944
9.Panzer-Division
2

20.9.1944
116.Panzer-Division
8

24.9.1944
20.Panzer-Division
21

13.10.1944
23.Panzer-Division
21

25.-31.10.1944
4. SS-Polizei-Panzergrenadier-Division
31

11.11.1944
11.Panzer-Division
14

20.11.1944
11.Panzer-Division
6

Tempo

747

Unidade, que assumiu os lutadores do jednotiek:

Unidade
Retirado da unidade
Número de prevzatých stíhačov
p.Pz.Jg.Abt.525
Fsch.Pz.Div. HG e 15.Panzergrenadier-Division
13
3.Kavallerie-Brigade
20.Panzer-Division
17 (?)
21.Panzer-Division
Panzer-Lehr-Division
4
26.Panzer-Division
s. Pz.Jg.Abt.525
10
Korps-Pz.Jg.Abt. HG
Depois de pretransformovaní tomado zo um estado III. (Pz.Jg.) / Fsch.Pz.Rgt.HG.
?
4.Kavallerie-Brigade
Unidade desconhecida (andar na aduana desde 12/1944)
4
29.Panzergrenadier-Division
Unidade desconhecida (caminhe na aduana a partir de 01/01/1945)
3
a Panzer-Division Clausewitz
Ersatzheer
1

Celkovo levou vznikol máquinas de caça poderosas, um dos desempenhos boli ešte aumentou montážou 7,5 cm kanóna PaK 42 L / 70 em seu priameho nástupcu Panzer IV / 70 (V). Protótipo Panzer IV / 70 (V) vznikol prestavbou do Jagdpanzer IV L / 48 número de série Fgst.Nr.230162 produzido em 4/1944.

Thomas L. Jentz, Hilary Louis Doyle - Panzer Tracts No.9-2 Jagdpanzer - Jagdpanzer IV, Panzer IV / 70 (V) e Panzer IV / 70 (A) desenvolvimento e produção de 1943 a 1945, ano vydania 2012, ISBN: Uh

Walter J. Spielberger - Panzer IV & amp its Variants, vydavateľstvo Schiffer Publishing Ltd., rok vydania 1993, ISBN: 0-88740-515-0

Esta postagem ainda não foi traduzida para o inglês. Por favor, use o botão TRADUZIR acima para ver a tradução automática desta postagem.

Čo sa týky označenia akejsi predprodukčnej série A-0, tak to je vymyslené neviem kým. Všeobecne sa údava vznik trojice prototypov. Či to je pravda je otázne.


Descrição

Com base no chassi PzKpfw IV, o Jagdpanzer IV substituiu o StuG III no início de 1944. Pesando quase 24 toneladas, ele estava armado com um canhão PaK 39 L / 48 de 7,5 cm (2,95 pol.) Com setenta e nove tiros, complementado por um ou duas metralhadoras de 7,92 mm (0,312 pol.). Este modelo básico foi seguido mais tarde em 1944 pelo Jagdpanzer IV / 70 (V) (SdKfz 162/1) e IV / 70 (A) (SdKfz 162/2), ambos montados em um PaK 42 L / 70 de cano longo principal arma de fogo. & # 91N 1 & # 93

Requerendo uma tripulação de quatro homens para operar, ele tinha um motor Mayback HL 120 TRM que era capaz de impulsioná-lo a velocidades de até 40 quilômetros por hora. & # 912 & # 93 Produzindo 700 hp (522 kW), este motor deu ao Jagdpanzer IV um alcance máximo de 130,5 milhas (210 km). & # 911 e # 93

O Jagdpanzer IV media 22 pés e 6 polegadas (6,85 metros) de comprimento, 6 pés e 1 polegada (1,85 metros) de altura sobre a escotilha da torre e 10 pés e 5 polegadas (3,17 metros) de largura. A espessura máxima da armadura era 3,94 polegadas (100 mm). & # 911 e # 93


História de combate

O Jagdpanzer IV serviu nas seções anti-tanque das divisões Panzer e SS Panzer. Eles lutaram na Normandia, na Batalha de Bulge e na Frente Oriental (Segunda Guerra Mundial). Eles foram destruidores de tanques muito bem-sucedidos, mas tiveram um péssimo desempenho quando usados ​​fora da função como substitutos de tanques ou canhões de assalto, como a maioria dos destruidores de tanques. Nos estágios posteriores da guerra, entretanto, eles foram cada vez mais usados ​​como substitutos de tanques, porque muitas vezes não havia mais nada disponível. A Romênia recebeu vários destróieres de tanques Jagdpanzer IV do Exército Vermelho após o fim da guerra. Eles eram oficialmente conhecidos como TAs T4s no inventário do exército e foram usados ​​até 1950. Todas as armaduras alemãs foram descartadas em 1954.

Um dos mais notáveis ​​ases Jagdpanzer IV foi SS-Oberscharführer Roy da 12ª SS Panzerjäger Abteilung da 12ª Divisão SS Panzer. Ele foi morto por um atirador americano enquanto olhava para fora da escotilha de seu Jagdpanzer IV em 17 de dezembro de 1944, durante a Ofensiva das Ardenas na Bélgica.

Após a guerra, a Alemanha Ocidental continuou o conceito Jagdpanzer com o Kanonenjagdpanzer, mas poucos outros canhões autopropulsados ​​de casemata fixa foram construídos no pós-guerra.


Panzer IV - o burro de carga

Após a Batalha de Stalingrado, em setembro de 1942, o escritório de armas da Wehrmacht, o Waffenamt, pediu um novo padrão para armas de assalto: 100 mm de armadura na frente, 40 & # 821150 mm nas laterais, trilhos mais largos, distância ao solo de 50 cm , velocidade máxima de 26 km / he as mais baixas posições de tiro possíveis. O novo design do Panzerjäger ("caçador de tanques") seria armado com a mesma arma de 7,5 cm instalada no Panther: o Pak 42 L / 70. Inicialmente, um novo chassi foi planejado, mas o do Panzer IV teve que ser usado.

A experiência de combate adquirida durante as campanhas de 1942 indicou aos planejadores do estado-maior alemão que os veículos de artilharia de apoio aproximado Sturmgeschütz existentes teriam que ser disparados se continuassem a ser usados ​​como destruidores de tanques, e a futura arma padrão foi selecionada como a versão longa da pistola tanque de 7,5 cm (2,95 pol.) instalada no tanque Panther. Esta arma tinha 70 calibres de comprimento (em oposição ao comprimento do calibre 49 do tanque e versões antitanque da família Pak 40) e para alojar esta arma em veículos como o Sturmgeschütz III exigiria modificações consideráveis. Essas modificações levariam tempo, então foi decidido adaptar o chassi maior do tanque PzKpfw IV para atuar como um modelo "à prova de falhas". O trabalho de design logo começou neste novo modelo, que surgiu em 1943 como o Jagdpanzer IV Ausf F für 7.5-cm Pak 39 ou Panzerjäger 39, mas quando os primeiros exemplos ficaram prontos, os canhões compridos de 7,5 cm foram designados para o Os tanques Panther e assim os primeiros exemplares tiveram que se contentar com armas de 48 calibres.

Esforços anteriores para montar armas maiores em chassis menores resultaram na série Marder, bem como no StuG IIIs. A série Marder era alta e tinha compartimentos de tripulação abertos. O novo design tinha uma silhueta baixa e compartimento de combate casamata completamente fechado.

O Jagdpanzer IV usava o chassi 7 do Panzer IV (conhecido como BW7), mas a placa frontal quase vertical foi substituída por placas blindadas inclinadas. Internamente, o layout foi alterado para acomodar a nova superestrutura, movimentando os tanques de combustível e racks de munição [esclarecimentos necessários]. Como o Jagdpanzer não tinha uma torre, o motor que originalmente movia a torre do Panzer IV poderia ser eliminado.

A nova superestrutura tinha uma blindagem inclinada de 80 mm de espessura, o que dá uma proteção de blindagem muito maior do que uma blindagem vertical de 100 mm. Para tornar o processo de fabricação o mais simples possível, a superestrutura foi feita de grandes placas interligadas que foram soldadas entre si.

O armamento consistia em um canhão principal de 7,5 cm, originalmente destinado a ser o Pak 42 L / 70, mas devido à escassez de armas mais antigas foram inicialmente usadas, o Pak 39 L / 43 de 7,5 cm para a pré-produção, e o Pak 39 L de 7,5 cm / 48 para a variante de produção inicial. Eles eram mais curtos e menos poderosos do que o Pak 42.
Instalar o Pak 42 muito mais pesado significava que o Jagdpanzer IV era pesado no nariz, especialmente com a pesada armadura frontal. Isso os tornou menos móveis e mais difíceis de operar em terrenos acidentados, levando suas tripulações a apelidá-los de Guderian-Ente ("pato de Guderian"). Para evitar que os aros de borracha das rodas sejam deslocados pelo peso do veículo, algumas versões posteriores tinham rodas de aço instaladas na frente.

O protótipo final do Jagdpanzer IV foi apresentado em dezembro de 1943 e a produção começou em janeiro de 1944, com a variante armada Pak 39 L / 48 permanecendo em produção até novembro. A produção das variantes armadas Pak 42 L / 70 começou em agosto e continuou até março / abril de 1945.
Em 19-22 de agosto de 1943, após a Batalha de Kursk, Hitler recebeu relatos de que o StuG IIIs teve um desempenho melhor do que o Panzer IV dentro de certas restrições de como foram implantados. Pretendia-se, portanto, interromper a produção do próprio Panzer IV no final de 1944 para se concentrar exclusivamente na produção do Jagdpanzer IV, mas o Panzer IV esteve em produção até o final do conflito junto com o Jagdpanzer IV.

O primeiro desses Jagdpanzer IVs apareceu em outubro de 1943. Eles consistiam na bem testada suspensão e layout do motor do PzKpfw IV aliados a uma nova carapaça blindada com laterais bem inclinadas. Este casco era muito mais baixo do que a combinação casco / torre do tanque e montava o canhão em um mantelete bem protegido no casco dianteiro. O resultado foi muito apreciado pelas tripulações do Panzerjäger, que apreciaram a silhueta baixa e o casco bem protegido, de modo que o Jagdpanzer IV logo foi muito procurado. O canhão era poderoso o suficiente para atacar virtualmente qualquer tanque inimigo, e em ação o Jagdpanzer IV logo estava acumulando um número considerável de 'mortes', especialmente na Frente Oriental, para onde a maioria era enviada. O armamento secundário de duas metralhadoras MG34 ou MG42 de 7,92 mm (0,312 m) também se mostrou altamente eficaz.

Os freios de boca Jagdpanzer IV foram removidos até mesmo dos primeiros veículos. O objetivo era reduzir a poeira levantada por tiros, o que denunciaria a posição do veículo. Os freios de focinho também enviam ondas sonoras em todas as direções. Isso torna o relatório aparentemente mais alto. Não é tão bom, se você está tentando emboscar uma armadura. Uma arma sem freio enviará suas ondas sonoras, basicamente, na direção do projétil. Além disso, o freio tende a afetar a precisão da arma.

Muitos comandantes do Panzer consideraram que o Jagdpanzer IV era bom o suficiente em sua forma original para não exigir aumento de canhão, mas Hitler insistiu que a mudança para o canhão longo deveria ser feita.

Guderian acreditava que o StuG III era suficiente como uma arma autopropelida e sentiu que a produção deveria ter se concentrado em tanques. Por causa de suas características de nariz pesado e visão do General Guderian & # 8217s de que os Jagdpanzers eram desnecessários, as equipes batizaram as variantes de idioma do Panzer IV Guderian & # 8217s Ente, significando Pato Guderian & # 8217s.

Assim, durante 1944, surgiram alguns equipamentos Jagdpanzer IV com 7,5 cm Stuk 42 com o canhão L / 70 mais longo, mas a mudança na linha de produção demorou, muito tempo para Hitler, que insistiu que a mudança para o novo canhão tinha que ser feito mesmo que isso significasse desviar toda a produção do tanque PzKpfw IV para esse fim. Assim, um terceiro Jagdpanzer IV apareceu, desta vez uma conversão apressada de um casco PzKpfw IV básico para assumir a forma de uma carapaça inclinada Jagdpanzer IV e montar o canhão de calibre 70.

Esta conversão era conhecida como Panzer IV / 70 Zwischenlösung (provisório) e estava em produção no final de 1944. Em serviço, o canhão Jagdpanzer IVs calibre 70 provou ser poderosos assassinos de tanques, mas o peso extra do canhão longo fez os veículos despencarem - Pesado a ponto de as rodas dianteiras terem que ser rodeadas de aço em vez de borracha para lidar com o peso extra. O peso da arma também reduziu o desempenho geral do veículo, especialmente em terrenos acidentados. Mas no final de 1944 e no início de 1945 essas desvantagens simplesmente tiveram de ser negligenciadas, pois os Aliados estavam às portas do Reich e qualquer coisa que pudesse ser colocada em campo foi usada. O Jagdpanzer IV provou ser um Panzerjäger sólido que permitiu aos alemães utilizar a capacidade de produção existente e manter a linha PzKpfw IV quando, de outra forma, teria sido desativada. Em serviço, o Jagdpanzer IV era um veículo popular e um poderoso matador de tanques.

Especificação
Jagdpanzer IV com Stuk 42 de 7,5 cm
Tripulação: 4
Peso: 25.800 kg (56.879 lb)
Powerplant: um motor a gasolina Maybach HL 120 desenvolvendo 197,6 kW (265 cv)
Dimensões: comprimento geral 8,58 m (28 pés 1,8 pol.), Largura 2,93 m (9 pés 7,4 pol.), Altura total 1,96 m (6 pés 5,2 pol.)
Desempenho: velocidade máxima da estrada 35 km / h (22 mph) alcance da estrada 214 km (133 milhas) gradiente 57 por cento obstáculo vertical 0,6 m (23,6 pol.) Vala 2,3 m (7 pés 6,6 pol.) Vadeando 1,2 m (3 pés 11 pol.)


Variantes

  • Jagdpanzer IV com 7,5 cm PaK 39 L / 43: um pequeno número destes foi construído como a série de pré-produção (0).
  • Jagdpanzer IV com 7,5 cm PaK 39 L / 48, nome oficial Sturmgeschütz neuer Art com 7,5 cm PaK L / 48 auf Fahrgestell PzKpfw IV. Cerca de 780 foram produzidos em 1944.
  • Jagdpanzer IV / 70 (V) (Sd.Kfz.162 / 1) foi uma das duas variantes armadas com o canhão PaK 42 L / 70. Cerca de 940 foram construídos em 1944 e 1945. O (V) representa o construtor, Vomag.
  • Jagdpanzer IV / 70 (A) (Sd.Kfz.162 / 1) foi o outro PaK 42 L / 70 armado Jagdpanzer IV. A fim de enviar veículos armados com Pak 42 L / 70 para a frente o mais rápido possível, Hitler ordenou uma solução provisória em julho de 1944. Alkett, um fabricante do StuG III, Alkett, deveria produzir imediatamente o Jagdpanzer IV para seu próprio Projeto. Eles diferiam porque sua superestrutura era montada diretamente no chassi do Panzer IV original e, como tal, não tinha o nariz afilado da variante Vomag. Também era mais alto. Only 278 were built in the period from August 1944 to March 1945. The (A) in the designation came from Alkett. This variant is also known as the Zwischenlosung: in translation, the "intermediate solution".

Minor modifications and improvements were made throughout the production runs of all variants, as well as several field improvements, the most common being the addition of armor side-skirts.

Originally, the Jagdpanzer IV/48's gun had a muzzle brake installed, but because the gun was so close to the ground, each time it fired, huge dust clouds would rise up and betrayed the vehicle's position, leading many crews to remove the muzzle brake in the field. Later variants dispensed with the muzzle brake.

Early L/48 and L/70-armed vehicles had zimmerit applied to the hull to protect against anti-tank grenades, but this was discontinued after about September 1944. Later vehicles had three return rollers rather than the original four, and adopted the twin vertical exhausts typical of the late Panzer IV series. Some late vehicles also had all-steel road wheels on the first couple of bogies on each side.


Jagdpanzer IV L/48 Ausf.F

73NEVdoY6-lYH71nRD1JMMM1KA2SuLJAWaidakOp0tiMDvItIU5vSRTbWTG6QsbyF1zlQ0RHIF0GW7YxYychKFKOEMCmG1t4WKmRiHdAo-KkCf52T3JRkQvXvkhPBmfV2F0xHYKz28XxqPjkVNs81MjNPolBRZKzTALZO5IIFi3d0Uvbn8ttOSCxr4LlPDFprmDTG0xCdC3W0k6psKNi75VnOrvZBvZ0tLPf5IEEPLdHfRXg__&Key-Pair-Id=APKAJS72YROXJYGYDADA" />

Fp9fqC5o60FBGxZruTKZVDQRuQgtegLFtJkax5Vzoe95qlu0aTU2h2hyAcVcg__&Key-Pair-Id=APKAJS72YROXJYGYDADA" />

bjxNbs069AmkD4kHVAgVclGoKB6Kmixmuy3hzCrB-nth1qDSWuz50FSvAYynAl4Kf0nr-6NA__&Key-Pair-Id=APKAJS72YROXJYGYDADA" />

ishjsCYw__&Key-Pair-Id=APKAJS72YROXJYGYDADA" />

Lbm3dDasesYc5mHxFyTW7SVwtSIQWr8rziOTDvdzNSentjA9J6RboKA3dFQ__&Key-Pair-Id=APKAJS72YROXJYGYDADA" />

Q__&Key-Pair-Id=APKAJS72YROXJYGYDADA" />

JR9KQvVFFWW45055JYw2Zd2GAt0Wns9H7JxveoEvmT04EmGvbxeO10qODvw__&Key-Pair-Id=APKAJS72YROXJYGYDADA" />

QLSH1M7cYZbF9Q__&Key-Pair-Id=APKAJS72YROXJYGYDADA" />

C1c0FhY5oCaVfW5LW7aUksK9W68ukogxcSsFT3mDEKkUnmD1vUOBlx5uvA__&Key-Pair-Id=APKAJS72YROXJYGYDADA" />

VhmOrDA8t4eqP8SvxTV9J3xhVoZ17nRkEhOtp9xSGPy3XvpvlwzWYNW9A__&Key-Pair-Id=APKAJS72YROXJYGYDADA" />

73NEVdoY6-lYH71nRD1JMMM1KA2SuLJAWaidakOp0tiMDvItIU5vSRTbWTG6QsbyF1zlQ0RHIF0GW7YxYychKFKOEMCmG1t4WKmRiHdAo-KkCf52T3JRkQvXvkhPBmfV2F0xHYKz28XxqPjkVNs81MjNPolBRZKzTALZO5IIFi3d0Uvbn8ttOSCxr4LlPDFprmDTG0xCdC3W0k6psKNi75VnOrvZBvZ0tLPf5IEEPLdHfRXg__&Key-Pair-Id=APKAJS72YROXJYGYDADA" />


Usage in battles

  • In an offensive role, the Jagdpanzer IV should be played as a long range sniper, taking advantage of the APCBC shell's good penetration values, high gun accuracy and frontal sloped armour. Use your good mobility to get to a shooting spot. Engage targets from at least 1,000 m away to prevent enemy progress towards the objectives. You will also suppress enemy fire to prevent your team from being pinned down by enemy tank destroyers. Because of your weak side armour, always stay away from the frontline to avoid being flanked or swarmed and thus maximise your chances of survival. When engaging enemy tanks, privilege firing hull-down from behind cover. With your firepower, any enemy wandering in your sight alone is practically dead.
  • In a defensive role, your role is to contain the enemy advance in case of a breakthrough. The enemy will be pushing forward and thus moving the front line, making engagements take place at a closer range than you're comfortable with. You should identify and target in priority choke points, narrow passages and corridors of the map that the enemy will be forced to take. Your limited gun traverse still allows you to monitor an area spanning 212 m at 500 m distance without having to reposition your hull. A flanking enemy, artillery strikes or CAS will be the greatest threats to the Jagdpanzer IV in that combat role.
  • If you try to play the Jagdpanzer IV as a front-line tank or a support tank, you will be confronting with the following issues. As a turretless tank destroyer, your turning speed is too poor to manoeuvre quickly enough in close combat to face flanking enemies. You will be quickly disabled by any fire targeting your sides. As soon as you are immobilized (driver or transmission disabled), you are most likely dead. From up close, most tanks will have no problem penetrating your hull or your superstructure. And if are even slightly angled, most enemies will be able to penetrate your superstructure's side armour with little effort.

Any tank sporting a long gun of calibre 75 mm or bigger will disable you with little effort in a close range encounter at this battle rating because of your weak armour. For long range engagements, M4A3E2 Jumbos are the enemies most likely to bounce your shell from a distance. Luckily, it won't be able to return lethal fire from afar.

  • Flanking the tank destroyer undetected and immobilizing it with your first shot remains your best chance to destroy it. But it is difficult because it will position very far from the frontline.
  • The most suitable shells to deal with a Jagdpanzer IV are APCBC or APHE shells with a high penetration power.
  • Force the Jagdpanzer IV out of position with indirect fire (artillery strikes) if you're at relative close range and it is locking down a passage.
  • As a turretless tank destroyer with weak side armour, initiate a pincer movement on the Jagdpanzer IV together with a teammate. This will force it to retreat and relocate or face the risk of being destroyed.
  • In case of a frontal attack (choke point/corridor), try blinding the Jagdpanzer IV with smoke and then swarm it with several tanks to saturate its defensive capacities.

Pros and cons

  • Very comfortable to drive thanks to the fair acceleration & top speed
  • Excellent gun traverse arc to each side gives the ability to shot while having the tank angled
  • Low profile, not an easy target at long ranges
  • Can load APCR to help with heavier tanks
  • Frontal armour is well sloped and can mount tracks to improve protection
  • Vulnerable sides
  • Will often face vehicles that can punch through its armour frontally
  • PaK39 is lacking compared to enemy armaments
  • Prone to ammo rack detonation
  • As with most casemates, a dead transmission or driver means a dead vehicle
  • Small vehicle, if it gets penetrated all the crew can be knocked out in one hit

Módulos

Engines

Suspensions

Rádios

Compatible Equipment

Compatible Consumables

Player Opinion

Pros and Cons

  • Sloped and rather strong front armor for its tier and roughly double the hitpoints of the StuG III Ausf. G
  • Very low and somewhat small silhouette excellent camouflage rating
  • Fast-firing, fast-aiming guns, giving it a ferocious damage-per-minute (DPM)
  • Good acceleration and turning
  • Mediocre penetration by Tier 6 tank destroyer standards
  • 7,5 cm StuK 42 L/70 has low damage-per-shot
  • Frontal transmission ie. engine damage can be incurred from shots to the lower front hull
  • Mediocre top speed
  • Slow shell velocity on the 8,8, sniping from long distances at moving targets is exceedingly difficult.

Atuação

The Jagdpanzer IV does not play like any of the other Tier 6 tank destroyers. While most of the other tank destroyers of its tier feature high penetration guns, the Jagdpanzer IV does not get any better penetration than its predecessor, the StuG III Ausf. G. There are two viable options: the 7,5 cm StuK 42 L/70 will be familiar to those used to the StuG III G. It is quite accurate, and fires even faster on the Jagdpanzer IV. The other gun is the 8,8 cm PaK L/56. This gun is essentially the same as that used by the VK 36.01 (H), but fires even faster. With an exceptional base DPM of over 2400 (most others of its tier do not even reach 2000), a reload of under 6 seconds and a very respectable 220 damage per shot, this is slightly offset by the mediocre penetration of only 145 mm (tier 6 medium level). Both of these guns have outstanding aim times, allowing the Jagdpanzer IV to shift targets and aim quickly after coming to a brief stop.

Like many tank destroyers, the frontal armour of the Jagdpanzer IV is quite decent for its tier, 80 mm thick and fairly well-sloped, and will protect it against most lower tiers, but its flanks are much thinner. It also has an outstanding camouflage factor and a low profile, making it very easy to hide on the battlefield in order to ambush enemy tanks or snipe undetected.

The overall mobility is quite good, although the top speed and reverse speed are fairly low. The Jagdpanzer IV turns very well, and also accelerates well.

Given these traits, the Jagdpanzer IV with the 8,8 cm excels very much as an assault gun, not a sniper. Instead of sitting on a hill with this tank, use your speed and mobility to keep up with friendly tanks and provide them with supporting fire to help their advance. Only when you know you will be able to penetrate enemies from your position should you stay stationary. The fast aiming gun allows you to minimize your time standing still. Another key element of being an ambush DPM tank destroyer is defending losing flanks. Utilize the tank's mobility to re-position and ambush enemy tanks pushing a flank. This should give you a first strike advantage, and possibly a health advantage, if your allies were able to do something before falling. Few tanks of the same tier can deal with multiple targets and stay nearly invisible to the enemy.

Using the L/70, one may take a more traditional role, and play the tank to its biggest strengths, without getting dangerously close to the front line. With the high accuracy of the L/70, one may target specific areas of tanks, such as the tracks - even at range. This tactic will allow a player to remain at least 100 m away from the enemy at all times - easily done in combination with mobility. Additionally, the Jagdpanzer has a very good camo value and when properly hidden (remaining far enough behind bushes that any shot will not break camouflage) can lay on the DPM from afar without any risk of return fire. Using the L/70 and a gun rammer, the Jagdpanzer IV becomes almost like a tier 6 E 25, with a very fast firing gun, good speed and camo values.

Don't be afraid to trade with the enemy, even if they have big guns. With either gun, but especially the L/70 (due to the lower frequency of unfortunate bounces and weird misses), you can take hits to your decently large HP pool/sloped armor and you will have higher DPM than any enemy you face - letting you win fights through sheer attrition. This is something the StuG III couldn't do. However, remember to only resort to this tactic when absolutely needed, as in self defense situations. Otherwise, staying hidden is key. The Jagdpanzer has a great gun, that averages at 230 alpha, so just keep wiggling to increase the chance of a >70 degree bounce or a hit to the gun mantlet. You can also try and outflank the enemy, by using the great stealth, speed, and camo rating on this tank.

A few pointers: do NOT do these things 1. Jump off small cliffs, like on Mines- the German suspension is quite fragile, and it will break even with the new physics update. 2. Use HE- does zero damage, useless unless against lights. 3. Try and sidescrape or armor angle- side armor is horrible with no sloping. 4. Chase after other tanks- they usually lead you to other enemy tanks, and as a TD, you cannot afford to have 2 or more tanks circling you

Some APCR is recommended for both guns to use against the Tier 8s that Tier 6s will face from time-to-time, although they are still not enough for penetrating most Tier 8s from head-on.


Assista o vídeo: Jagdpanzer IV Ausf. F (Pode 2022).